Diversos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4793 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A INTELIGÊNCIA PARA PIAGET
Prof. Kelly Glay Sakihama

Psicóloga 14/02303 – Gestalt- Terapeuta

Pedagoga MEC 4981 -Psicopedagoga

← JEAN WILLIAM FRITZ PIAGET

← Piaget foi biólogo, zoólogo, filósofo, epistemólogo e psicólogo.

← Considerado como o "Einstein da Psicologia“
Nascimento 09 de agosto de 1896 em Neuchâtel, Suíça

←Morte 16 de setembro de 1980 (84 anos) Genebra, Suíça

← Através da minuciosa observação de seus filhos e principalmente de outras crianças, Piaget impulsionou a Teoria Cognitiva, onde propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano se dá segundo Piaget por estágios;

I. Sensório Motor;

II. Pre-operacional (pré-operatório),III. Operatório Concreto e

IV. Operatório Formal.

← Se definirmos “inteligência” como a capacidade de adaptação psicológica ao meio, chegaremos rapidamente ao critério principal que nos permite classificar um ato inteligente: um ato será considerado “inteligente” quando tiver sido realizado intencionalmente. Temos então que, quanto maior a plasticidadede um individuo ao enfrentar uma situação, maior será sua probabilidade de êxito e, portanto, maior será seu grau de adaptação psicológica ao meio

← O desenvolvimento psíquico inicia no nas cimento e termina na idade adulta, comparável ao crescimento orgânico = equilíbrio;

← Desenvolvimento é uma equilibração progressiva uma passagem continua de um estado de menor equilíbrio para umestado de equilíbrio superior;

← Do ponto de vista da inteligência, é fácil se opor a instabilidade e incoerência relativa as idéias infantis à sistematização de raciocínio do adulto. No campo da vida afetiva, notou-se muitas vezes quanto o equilíbrio dos sentimentos aumenta com a idade. E finalmente, também as relações sociais obedecem a mesma lei de estabilização gradual;

← Certasfunções psíquicas que dependem, intimamente, do estado dos órgão. Seguem uma curva análoga;

← Ao contrario, as funções superiores da inteligência e da afetividade tendem a um “equilíbrio móvel”, isto é, mais estável, mais haverá mobilidade, pois, nas almas sadias o fim do crescimento não determina de modo algum o começo da decadência, mas sim, autoriza um progresso espiritual que nadapossui de contraditório com o equilíbrio interior;

← O desenvolvimento mental é uma construção continua, comparável à edificação de um grande prédio que , à medida que acrescenta algo, ficará mais sólido, ou à montagem de um mecanismo delicado, cujas fases gradativas de ajustamento conduziram a uma flexibilidade, e uma mobilidade das peças tanto maiores mais estáveis se tornasse o equilíbrio.← Criança: pequena personalidade (sabe bem o que deseja e age em função de interesses definidos) e não é um pequeno adulto (possui distinção nas questões fisiológicas, afetiva, intelectuais – suas necessidades)

← A criança ira passo a passo caminhando no sentido da adaptação mental e do equilíbrio de suas estruturas cognitivas.

← Em todos os níveis a inteligência procuracompreender, explicar, só que em função dos interesse das explicações. São comuns a todos os estágios, isto é , invariáveis. Como funções, mais não menos verdade que os interesses variam consideravelmente e cada nível mental.

← As estruturas variáveis serão então, as formas de organização da atividade mental, sob um duplo aspecto: motor/intelectual, afetivo (individual e social –interindividual);

← As motivações gerais da conduta e do pensamento existem nas funções constantes e comuns em todas as idades;

← O sujeito adquiri uma determinada visão do mundo que o cerca, que lhe permita um estado de adaptação e de equilibração em relação às situações as quais esta continuamente exposto.

← O organismo é biologicamente dotado de estruturas e de um modo de funcionamento...
tracking img