Diversos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3820 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Copyright 2004, Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP
Este Trabalho Técnico Científico foi preparado para apresentação no 3° Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, a ser realizado no período de 2 a 5 de outubro de 2005, em Salvador. Este Trabalho Técnico Científico foi selecionado e/ou revisado pela Comissão Científica, para apresentação no Evento. O conteúdo do Trabalho, comoapresentado, não foi revisado pelo IBP. Os organizadores não irão traduzir ou corrigir os textos recebidos. O material conforme, apresentado, não necessariamente reflete as opiniões do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás, Sócios e Representantes. É de conhecimento e aprovação do(s) autor(es) que este Trabalho será publicado nos Anais do 3° Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás

ESTUDODAS PROPRIEDADES QUÍMICAS E REOLÓGICAS DO LIGANTE ASFALTO-BORRACHA
Cícero de Souza Lima1, Jorge Barbosa Soares2, Luisa Gardênia Alves Tomé3
Universidade Federal do Ceará, Departamento de Engenharia de Transportes, cicero@det.ufc.br 2 Universidade Federal do Ceará , Departamento de Engenharia de Transportes, jsoares@det.ufc.br 3 Universidade Federal do Ceará, Departamento de Engenharia deTransportes, gardenia@det.ufc.br
1

Resumo – A utilização de pneu moído como modificador do Ligante Asfáltico (LA) tem se mostrado uma alternativa ambientalmente adequada, além de reduzir custos de manutenção dos revestimento asfálticos em serviço. O objetivo deste trabalho é analisar as características químicas e reológicas do LA com penetração 50/60 produzido a partir de petróleo brasileiro,modificado com 5, 10, 15 e 20% de borracha de pneu moído e 0; 2,5; 4,5 e 6% de Óleo Extensor (OE). Os ensaios mostraram que a borracha aumentou a viscosidade absoluta do LA, sendo necessária à adição de OE para facilitar a trabalhabilidade do produto. A termogravimetria mostrou que a borracha utilizada no LA apresentou 30% de negro de fumo em atmosfera oxidante até 700°C. De 200 a 700°C, apresentou 63% deelastômero em atmosfera inerte e 1,6% de plastificante. Melhorias no módulo de cisalhamento (G*), grau de desempenho e elasticidade foram detectadas no Ligante Asfalto-Borracha à medida que se aumentou a porcentagem de borracha. Os espectros na região do infravermelho mostraram que a borracha diminui o envelhecimento oxidativo do LA, mostrando uma menor formação de carbonilas (C=O) na região de1650 e 1680 cm-1 (parâmetros utilizados no envelhecimento oxidativo) e compostos oxigenados. Palavras-Chave: Reologia; Asfalto-Borracha; Pneu. Abstract – The use of crumb rubber from scrap tires as a modifier for Asphaltic Binder (AB) has been successfully used since it has advantages with respect to the environment as well as in reducing pavement maintenance costs. The objective of the present workis to analyze chemical and rheological characteristics of an AB with penetration 50/60 produced from Brazilian petroleum, modified with 5, 10, 15 and 20% of crumb rubber and 0; 2.5; 4.5 and 6% of Extending Oil (OE). Test results showed that the rubber increases the absolute viscosity of the AB, and it is necessary the addition of OE to improve the product workability. Thermogravimetric analysisshowed that the rubber used presented 30% of carbon black in oxidative atmosphere up to 700°C. From 200 to 700°C, it presented 63% of elastomer in inert atmosphere and 1.6% of plasticizer. Improvements in the shear modulus (G *), performance grade and elasticity were detected in the asphalt-rubber binder as the rubber content increased. The spectra in the infrared area showed that the rubberreduces the oxidative aging of AB, showing a smaller carbonyl formation (C=O) in the area of 1650 and 1680 cm-1 (parameter used in the oxidative aging) and oxygenated constituents. Keywords: Rheology; Asphalt- Rubber; Tire.

3o Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás

1. Introdução
Oda (2000) apresentou que as aplicações práticas de asfaltos modificados se iniciaram em 1901, quando a...
tracking img