Discurso na linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3182 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DESENVOLVIMENTO

A arte da retórica nasceu na Sicília, em meados dos séc. V a. C., quando a política dos tiranos cedeu lugar à democracia.
No mundo grego, a oratória veio a ser uma necessidade fundamental do cidadão, que teria de defender seus direitos nas assembléias. Pouco a pouco, começaram a surgir profissionais da retórica – os primeiros advogados (gr. Synegoros ou syndikos) -, queainda não representavam seus clientes na tribuna, mas orientavam os seus discursos, quando não os escreviam totalmente, obrigando os clientes a informá-los, para realizar uma exposição correta e obter ganho de causa.
Essa arte foi sistematizada por Aristóteles (384-322 a.C) no tratado Tekne Rhetorike (Arte da retórica), em que recomenda como qualidades máximas para estilo a clareza e aadequação dos meios de expressão ao assunto e a o momento do discurso.
Em Roma, houve também muitos estudiosos da arte de falar em público. Citam-se Catão, Cícero, e Júlio César.
Na primeira metade do século XX, em razão do abuso tradicional das regras da Retórica, esta ganhou o sentido pejorativo de arte de falar bem, mas sem conteúdo, ou com o intuito escusos. Nos últimos anos, aretórica voltou à ordem do dia, porém numa nova acepção: a pesquisa do discurso literário, tendo em vista não a arte da eloquencia, senão as leis, normas e “desvios” que regem a expressão do pensamento estético através da palavra escrita.
Nos últimos anos, a retórica voltou à ordem do dia, porém numa nova acepção: a pesquisa do discurso literário, tendo em vista não a arte da eloquencia, senão asleis, normas e “desvios” que regem a expressão do pensamento estético através da palavra escrita.





CONCEITO

Retórica
Em sentido amplo, designava a teoria ou a ciência da arte de usar a linguagem com vistas a persuadir ou influenciar. Ainda podia significar a própria técnica de persuasão.
Em sentido restrito, alude ao emprego ornamental ou informa e da linguagem.
A palavraretórica vem do grego rethor, que significa orador numa assembléia. É a arte do bem falar, mediante o uso de todos os recursos da linguagem para atrair e manter a atenção e o interesse do auditório para informá-lo, instruí-lo e principalmente persuadi-lo das teses ou dos pontos de vistas que o orador pretende transmitir.
No Discurso retórico não há o menor comprometimento na busca daverdade, nem da sua demonstrável probabilidade.
O orador ou escritor objetiva apenas convencer o ouvinte ou leitor de que sua tese é certa ou verdadeira.
Utiliza-se do modo de falar, dos gestos e até da maneira de se vestir como fatores para influenciá-lo ou persuadi-lo.

Persuasão
A palavra Persuasão, etimologicamente, vem de “persuadere”, “per+suadere”. O prefixo “per” significa demodo completo e “suadere” significa aconselhar (não impor). É o emprego de argumentos, legítimos e não legítimos, com o propósito de se conseguir que os outros indivíduos adotem certas linhas de conduta, teorias ou crenças. Diz-se também que a arte de “captar as mentes dos homens através das palavras.

Falácia
È um argumento logicamente inconsistente, sem fundamento, inválido ou falho nacapacidade de provar eficazmente o que alega. Esses argumentos, que se destinam à persuasão, podem parecer convincentes para grande parte do público apesar de conterem falácias, mas não deixam de ser falsos por causa disso.
Reconhecer as falácias é por vezes difícil.
Os argumentos falaciosos podem ter validade emocional, íntima, psicológica ou emotiva, mas não validade lógica.Homilética
É o estudo dos fundamentos e princípios de como preparar e proferir sermões. A homilética é ciência quando considerada sob o ponto de vista de seus fundamentos teóricos, históricos, psicológicos e sociais; Arte quando considerada nos seus aspectos estéticos, a beleza do conteúdo e da forma; Técnica quando considerada pelo modo especifico de sua execução ou ensino e, Religiosa quando...
tracking img