Diretrizes 2010

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1164 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os “Destaques das Diretrizes de 2010” da American Heart Association (AHA) vem apresentar os principais pontos de discussão e alterações nos procedimentos de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) e Atendimento Cardiovascular de Emergência (ACE). Principalmente aquelas referentes ao suporte basico de vida (SBV) enfrentadas por todos os socorristas, sejam eles profissionais de saúde ou socorristasleigos. Ela foi desenvolvida para que os profissionais que executam a ressuscitação e os instrutores da AHA possam se concentrar na ciência da ressuscitação e nas recomendações das diretrizes mais importantes ou controversas ou que resultem em mudanças na prática ou no treinamento da ressuscitação. Além disso, explica o raciocínio adotado nas recomendações.
As Diretrizes da AHA 2010 para RCP e ACE sebaseiam em um processo internacional de avaliação de evidencias, envolvendo centenas de cientistas e especialistas em ressuscitação de todo o mundo que avaliaram, discutiram e debateram milhares de publicações revisadas por pares.
As Diretrizes da AHA 2010 para RCP e ACE enfatizam, mais uma vez, a necessidade de uma RCP de alta qualidade, incluindo: Frequencia de compressao minima de 100/minuto(em vez de "aproximadamente" 100/minuto, como era antes). Profundidade de compressao minima de 2 polegadas (5 cm), em adultos, e de, no minimo, um terco do diâmetro anteroposterior do torax, em bebes e crianças (aproximadamente, 1,5 polegada [4 cm] em bebes e 2 polegadas [5 cm] em criancas). A faixa de 1 a 2 polegadas nao e mais usada para adultos, e a profundidade absoluta especificada paracriancas e bebes é maior do que nas versoes anteriores das Diretrizes da AHA
para RCP e ACE.

*PRINCIPAIS QUESTÕES DISCUTIDAS:
• Retorno total do torax apos cada compressao
• Minimizacao das interrupcoes nas compressoes toracicas
• Evitar excesso de ventilacao

Houve também uma alteração na sequência dos procedimentos de SBV de A-B-C ( via aerea, respiracao, compressoes toracicas), para C-A-B(compressoes toracicas, via aerea, respiracao) em adultos, criancas e bebes (excluindo-se recem-nascidos). O que motivou essa mudança foi o fato de que a maioria das PCRs ocorre em adultos, e as taxas mais altas de sobrevivencia a PCR envolvem pacientes de todas as faixas etarias cuja parada/paragem foi presenciada por outras pessoas, com ritmo inicial de fibrilação ventricular (FV) ou taquicardiaventricular (TV) sem pulso. Com a alteracao da sequencia para C-A-B, as compressoes torácicas serao iniciadas mais cedo e o atraso na ventilacao sera mínimo, (isto e, somente o tempo necessario para aplicar o primeiro ciclo de 30 compressoes toracicas, ou, aproximadamente, 18 segundos; quando dois socorristas estiverem presentes para a ressuscitacao do bebe ou da crianca, o atraso sera aindamenor).



Resumo dos principais elementos de SBV
Elementos de SBV - Não responsivo
- Sem respiração ou com respiração anormal
- Sem pulso (verificação de pulso carotídeo em até 10 seg).
Sequência de RCP C – A – B
Freqüência de compressão Pelo menos 100/min
Profundidade de compressão Pelo menos 5 cm
Retorno da parede torácica Permitir retorno total antero posterior
Interrupções dascompressões Interrupções em no máximo 10 seg
Vias aéreas - Elevação modificada da mandíbula (trauma)
- Inclinar a cabeça e elevar o queixo (clinico)
Relação compressão-ventilação 30:2 independente da quantidade de socorristas
Desfibrilação - Instalar o DEA à vítima assim que ele estiver disponível no local
- Reiniciar a RCP com compressões imediatamente após cada choque


A últimaatualização do protocolo em vigor para RCP/ACE foi em 2005 e a mesma abordou a real necessidade de compressões torácicas de alta eficácia (depressão torácica entre 4 e 5 cm, e uma cadência de 30 compressões entre 18 e 23 segundos). Em 2010 houve um consentimento que a RCP é um fator determinante para o retorno da circulação espontânea e da sobrevivência com função neurológica satisfatória, por...
tracking img