Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2299 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Como será a sensação de ser acusado de algo, que você não sabe o motivo? No mínimo a resposta seria: um desespero. E é exatamente sobre esse sentimento que o livro decorre a sua história, baseado num romance, cheio de personagens dos mais diversos tipos, narrados com bastante detalhes. O autor descreve toda a parte emocional de uma pessoa envolvida num processo como este.
No livro opersonagem descrito é Joseph K. , um cidadão comum, com uma rotina normal, ou seja, com um emprego, pagador de seus impostos, sem nenhum indício de algo incriminador, funcionário de um banco, pessoa responsável pela comunicação com vários clientes e digno de confiança pelo cargo que ocupava. Numa certa manhã, na pensão na qual morava, Joseph K. É acordado por um homem, que entrou no seu quarto com ar depoder, que certamente tinha, colocando a despertar, invadindo o seu domicílio e intimidando com palavras de duplo sentido e ainda estando acompanhado por dois homens, veio simplesmente informar que ele estava preso e na maior tranquilidade, que eles estavam ali para ajudá-lo, sendo que ele estaria respondendo por um inquérito.
A princípio, Joseph apesar de assustado, teve em seuspensamentos que aquilo só deveria de passar de um grande engano, afinal que direito eles tinham de disporem de sua casa, de seus objetos e ainda fazerem ameaças sutis, mas com tom de verdade. Mas aquilo não era engano, era somente o início de um grande desconforto, da sensação de desespero e o sentimento de não ter o que fazer, era o aviso do processo.
Ele ainda surpreso, nem imaginaria que tudoiria piorar a partir daquele momento, as consequências eram imagináveis para qualquer pessoa no seu lugar, preferiu pensar que era sim, um mal entendido, que tudo voltaria ao normal, assim que ele se explicasse. Na confusão Joseph, nem percebeu que os dois capangas eram dois funcionários do banco aonde trabalhava e que fariam a sua segurança. Mas ele indagou se estava preso, mas responderam que sim,mas não literalmente, que ele poderia executar a sua rotina normalmente. Naquele dia, o seu dia foi longo, não saía do seu pensamento o episódio que ocorrera naquela manhã, mas passado alguns dias, foi informado por telefone que seria submetido a um interrogatório preliminar, e que iria acontecer com bastante freqüência, já tinham escolhido até o dia, seria nos domingos para não prejudicar o seutrabalho. O local escolhido era uma rua distante, num subúrbio, onde nunca estivera antes.
Para ele aquilo tinha virado uma questão de honra, iria somente para resolver de uma vez a sua questão, mas isso era somente uma idéia, bem longe do que encontraria pela frente, para achar o local, Joseph K. entrou num mundo, no qual não conhecia um lugar escuro, sujo, cheio de becos, aquilo pareciaqualquer coisa, menos um tribunal, as pessoas que estavam ali lançavam sobre ele um olhar como se já soubesse do seu processo, uma situação muito desconfortável, mas não era só uma impressão, algumas pessoas ali presentes realmente sabiam mais que ele. De qualquer modo ele quis se impor era um homem bem informado, instruído e fez questão de se defender, de realizar um belo discurso que apesar detoda beleza que o fez, não adiantaria, porque ele estava cercado de um mundo no qual não conhecia, não conhecia as verdadeiras regras do jogo, na verdade não conhecia nem o motivo da sua acusação.
Colocando isso hoje em dia, em fatos, daria pra colocar bem claro, que Joseph K estava sendo vítima de uma autotutela, ou seja, um julgamento sem um órgão judiciário, sem o Estado Juiz, comcaracterísticas de um tribunal de exceção, com suas próprias leis, nas quais com certeza satisfazia interesses alheios, mas longe de ser o interesse de uma sociedade, deixando bem claro que se alguém fosse vítima disso teria de contar com sua própria força e conseguir por si mesmo, a satisfação da sua pretensão, que pela lógica seria muito difícil lutar sozinho contra algo que você não conhece, seria...
tracking img