Dietoterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM
DISCIPLINA: NOÇÕES DE NUTRIÇÃO E DIETOTERAPIA
PROF. REJANE ROCHA

DIETAS NORMAIS E DIETAS ESPECIAIS

Aluna do 4º período de enfermagem:
Jordânia Jeflat Lima da Silva

Vitória de Santo Antão
Setembro de 2012

Dieta Normal

Destina-se ao paciente cuja condição clínica não exige modificaçõesdietoterápicas, por não interferir no sistema digestivo e na tolerância normal do paciente aos alimentos e por não causar alterações metabólicas que exijam tais modificações. É um tipo de dieta elaborada com todos os alimentos normalmente acessíveis ao indivíduo e segundo sua preferência, em qualquer preparação com qualquer consistência. É, portanto, uma dieta suficiente, completa, harmônica e adequada, semnenhuma restrição. Tem por finalidade fornecer calorias e nutrientes em quantidades diárias recomendadas para manter a saúde do indivíduo. Apresenta uma composição aproximada de 55% de carboidratos, 15% de proteínas e 30% de lipídeos.
São indicadas:
* Carnes cozidas, assadas, grelhadas, fritas;
* Vegetais crus ou cozidos em agua, vapor, forno, refogados ou fritos;
* Pastelarias (forno,frituras);
* Sopas (todos os tipos);
* Bolos (todos os tipos);
* Frutas (todos os tipos);
* Sorvetes sem restrições;
* Óleos margarinas e açúcar, conforme valor calórico.



Modificação da dieta normal

As dietas são modificadas, a partir da dieta normal, segundo alguns critérios químicos, físicos e organolépticos. A dieta modificada é aquelaque, em qualquer de suas características físico-químicas, deve ser ajustada a uma alteração de processo digestivo ou de funcionamento geral do organismo. A mofificação possibilita a recuperação do individuo no menor tempo possivel, tem como fim evitar a desnutrição deste durante o seu internamento, mantem as reservas de nutrientes no organismo e adequa a ingestão de energia de macro e micronutrientes as necessidades nutricionais.As dietas podem mudar de acordo com sua consistência, sendo elas branda, liquida completa e restrita,semiliquida e pastosa.

Dieta Branda
Este é um tipo de dieta intermediária. Possui consistência atenuada e menor quantidade de resíduos. Sua função é facilitar e diminuir o tempo da digestão. É prescrita em alguns casos de pós operatório, algumas afecçõesgastrintestinais (naquelas em que a motilidade gástrica e a ação química do trato digestivo está debilitada), para pacientes com problemas de mastigação, e em casos de diminuída absorção, quando os alimentos ingeridos devem ter desagregação facilitada. Seu teor calórico não se difere significativamente da dieta normal, sendo que sua proximidade ao da dieta normal é desejada. Todos os ingredientes sãomodificados pela cocção (para abrandar as fibras, conferindo-lhes uma consistência menos sólida), o mesmo ocorre com a carne em relação ao seu tecido conectivo. Somente os alimentos mecanicamente brandos são incluídos. Frituras, alimentos que fornecem resíduos não digeríveis, vegetais crus, a maioria das frutas cruas, cereais integrais, devem ser excluídos. Embora condimentos também devam serexcluídos, alguns, tais como sálvia, o tomilho e a páprica são permitidos.


Preparaçoes indicadas
* Salada cozida (vegetais cozidos temperados com molhos simples);
* Carnes frescas cozidas, assadas e grelhadas;
* Vegetais cozidos no forno, água, vapor e refogados;
* Ovo cozido, pochê ou quente;
* Frutas (sucos em compotas, assadas, ou bem maduras, sem casca);
* Torradas,biscoitos, pães enriquecidos (não integrais);
* Pastelaria de forno, bolo simples, sorvete simples;
* Sopas;
* Óleos vegetais, margarinas;
* Gordura, somente para cocção, não para gordura;
* Evitar alimentos flatulentos.

Dieta Pastosa
Tem por fim favorecer a digestibilidade em situações especiais com acometimento de fases mecânicas do processo digestivo, como falta...
tracking img