Diario de leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1197 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Diário de leitura

1º semestre-Pedagogia

São Caetano do Sul
2012

Diário de leitura

Livro: Pais Brilhantes. Professores Fascinantes
Autor: Augusto Cury
Editora: Sextante

Tuane Gianotto Guerra. 16/03/2012
14h53min – em casa.
“Pais brilhantes. Professores Fascinantes”, Augusto Cury acertou e muito, foi um título que me chamou muita atenção, que dá uma vontade de saber mais afundo do que se trata. Logo na capa achei interessante tanto a imagem quanto a citação: “A educação de nossos sonhos: formando jovens felizes e inteligentes, está em sua 1ª edição. O autor já foi muito feliz no titulo, por isso dá para imaginar o conteúdo riquíssimo que este livro contém, provavelmente nos mostrando como expandir os horizontes da inteligência e como formar grandes crianças no futuro.Não deve ser um livro muito cansativo de se ler, até mesmo por que tem 174 páginas. Espero que com a leitura deste livro eu consiga entender melhor muitos aspectos tanto da minha vida profissional, quanto da minha vida pessoal. Algo que achei interessante foi a página que está explicando melhor sobre o autor, isso é bom de saber, pois não dá muita graça de você ler o livro mas não saber quem é oautor, da onde ele é, isto nos permite ter um contato com o mesmo, além de que o livro mostra outras obras publicadas por Cury e publicadas pela própria editora Sextante. Mas devo confessar que em relação à bibliografia deste texto nada entendo, porém conheço alguns dos autores como é citado Platão, Jean Piaget, Paulo freire e o próprio Cury.

Tuane Gianotto Guerra. 17/03/2012
16h05min – emcasa.

“Bons pais preparam os filhos para os aplausos. Pais fascinantes preparam os filhos para os fracassos”. Este é o título do 4ª capítulo, forte, e o que é mais forte, na minha concepção, é o contexto. O escolhi, pois ele nos mostra o quanto muitas vezes “erramos” ao colocar nossos filhos em “pedestais”, e somente incentivá-los, sem nunca mostrar a eles que uma hora ganhamos outra, não, e, nãohá problema algum quando isso acontecer porque é assim que nos fortalecemos e isso vale para tudo não somente aplicado na relação entre “pais-filhos”, mas também no convívio do nosso dia a dia em sociedade.
Cury escreve: “Este hábito dos pais brilhantes contribui para desenvolver: motivação, ousadia, paciência, determinação capacidade de superação, habilidade para criar e aproveitaroportunidades”. Tudo se torna mais fácil quando aceitamos e vemos de uma nova forma, de uma nova maneira os nossos fracassos e as nossa quedas, adquirimos muito mais determinação, experiência e força de vontade, e ao meu modo de pensar isto é importante para que uma criança ou nos mesmos evoluamos. E se ficássemos sempre nos aplausos? O que nos tornaria fortes seriam as frustrações pelo o qual já passamos, falodisto por experiências que já vivi e já pude presenciar. Com isso revelamos que temos maturidade, e assim nos tornamos exemplos tanto para nossos filhos, quanto para pessoas que estão próximas de nós.Não há na vida um só caminho sem acidentes.

Tuane Gianotto Guerra. 24/03/2012
14h28min – em casa.
Neste 4º, Cury mostra que: “A vida é um contrato de risco”. Aparentemente não havia entendidomuito esta escrita, mas lendo pude compreender o que ele quis dizer. Quando não temos coragem de reconhecer nossos erros, não passamos aos nossos filhos como enfrentar e crescer com estes erros ou quando não pedimos desculpas não os ensinamos a lidar com a arrogância.
Ele faz um questionamento muito interessante: “Temos agido assim com nossos filhos, ou desempenhamos apenas as obrigações triviais daeducação?”. Será que realmente mostramos a eles como enfrentar, como nos desculpar, ou somente alimentamos a inteligência lógica deles? É por estes fatos que precisamos viver este “contrato de risco”, porque precisamos apreciar e aprender com os desafios que nos são impostos e não fugir deles. Se eu, outros jovens, adultos, enfim, qualquer pessoa, se intimidar diante destes percursos da vida,...
tracking img