Diagrama de Fluxo de Dados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1037 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Diagrama de Fluxo de Dados


Construção de DFD


No desenho de um DFD, devem-se conhecer as
regras de construção e saber utilizá-las



Para além do que já foi referido na descrição dos
componentes de um DFD (quadro 5), os quadros 6
e 7 acrescentam outras regras a não perder de
vista

1

Diagrama de Fluxo de Dados
Quadro 6
Regras


Escolher nomes significativos paratodos os componentes de um DFD



Numerar todos os processos de acordo com o diagrama a que pertencem

Evitar desenhar DFD complexos. Refazer os DFD tantas vezes quantas as
que forem necessárias


Garantir o princípio da conservação de dados. Dados que saem de um
arquivo devem ter sido previamente lá armazenados. Dados produzidos
por um processo têm de ter sido gerados por esseprocesso


No detalhe de um DFD, os fluxos de dados que entram e saem num
diagrama de nível superior devem entrar e sair no de nível inferior


No detalhe de um DFD, um arquivo de dados existe entre dois ou mais
processos no nível mais alto passa a ser representado em todos os níveis
inferiores que envolvam esses processos




Não representar num DFD fluxos de controlo
2

Diagramade Fluxo de Dados
Quadro 7
DFD

Mais regras

Orientação A leitura dos fluxos num desenho deve ser lida de cima para
baixo e da esquerda para a direita.
do
desenho
O desenho desenvolve-se a partir do canto superior esquerdo.
Deve posicionar-se nos limites do desenho.
Entidade
externa

Nunca estabelecer ligação directa com outra entidade ou
arquivo.
Pode haver a necessidade deduplicar uma entidade externa.
Sempre que possível, deve posicionar-se no centro do desenho.
Recebe dados de um processo à esquerda ou acima.

Arquivo

Fornece dados a um processo à direita ou abaixo.
Deve ter sempre fluxos de entrada e saída.
Pode haver a necessidade de duplicar um arquivo.
3

Diagrama de Fluxo de Dados

Quadro 7 (continuação)
DFD

Mais regras

Processo de origemdeve estar acima ou à esquerda do processo
de destino.
Podem estar ligados por fluxos de dados directamente entre si ou
indirectamente através de um arquivo.
Deve ter sempre fluxos de entrada e de saída.
Processo Os dados de saída resultam dos de entrada.
Não faz sentido a duplicação de um determinado processo.
Deve ser sempre numerado.

Fluxo de
dados

Ao dividir um processo, todos osfluxos, arquivos ou entidades
externas ligados a um nível superior têm de aparecer no nível
imediatamente inferior.
Todos os fluxos de entrada ou de saída têm sempre como destino
ou origem um processo.
Todos os fluxos dos níveis superiores devem aparecer nos níveis
inferiores.

4

Diagrama de Fluxo de Dados


O primeiro DFD de um sistema define apenas os
principais processos, osprincipais depósitos de dados
e os fluxos de dados



Para construir este DFD, parte-se do diagrama de
contexto e da lista de eventos, utilizando a
abordagem top-down



Começa-se por desenhar um processo para cada
evento da lista de eventos



Atribui-se um nome aos processos de acordo com as
respostas que dão aos eventos
5

Diagrama de Fluxo de Dados


Desenham-se osfluxos de dados de entrada e de
saída, de modo que o processo emita a resposta
adequada para cada evento



Desenham-se os arquivos necessários para
armazenar os dados que serão usados por outros
processos



Por fim, verifica-se a coerência entre o DFD, o
diagrama de contexto já construído e a lista de
eventos
6

Diagrama de Fluxo de Dados


Após a conclusão do primeiro DFD, eutilizando a
abordagem top-down, pode-se continuar a decompor
sucessivamente os processos, expandindo-os e
detalhando-os, de forma a obter processos mais
simples, que não podem ser mais decompostos,
conhecidos por primitivos funcionais



A diferença entre os diagramas de contexto (nível
superior), primeiro DFD e DFD de níveis inferiores
centra-se no maior ou menor detalhe que é...