Diabetes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2113 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DIABETES MELLITUS:
Ana Claudia Hupp Adame Jean Kruger Katia Neumann Tomasi Rafael Rodrigues Scaquetti

6º Período de Farmácia
Docentes Responsáveis: Maria José, Michel, Jodavi, Luiz e Hermínio

CASO CLÍNICO
J.P.S de 50 anos de idade, analfabeta, do lar, residente em Vitória-ES. Consulta de rotina, referindo cefaleia ocasional, e já há bastante tempo, sente muita sede; urina muito; estácom a visão turva; tendo cicatrização difícil de feridas, sem outras queixas. Aumentou 13 kg nos últimos 2 anos. Não faz restrições alimentares. É sedentária. Não reconhece histórico de diabetes na família. Pressão Arterial: 110 x 80 mmHg Índice de massa corporal (IMC) de 28,7 Kg/m2 Circunferência abdominal: 96 cm

DIABETES MELLITUS
O

DM é um dos mais graves problemas de saúde Pública dahumanidade.  Doença crônica de maior morbi-mortalidade em todo o mundo.  Cerca de 194 milhões de pessoas no mundo são portadores de diabetes (2005).  Prevalência:  4,0% (1995)  5,4% (2025)  Estimativa para 2030: 366 milhões.  Fatores que contribuem: Obesidade e maior sobrevida.

DIABETES MELLITUS: definição
- Grupo de doenças metabólicas; - Caracterizadas:  Hiperglicemia, (defeito nasecreção de insulina, na sua ação, ou ambos);

- Longo prazo:  Dano, disfunção e falência de diversos órgãos.

DIABETES MELLITUS: principais tipos
 DM tipo 1: Caracterizado por destruição das células β.  DM tipo 2: Deficiência relativa de insulina.
 Diabetes Gestacional: intolerância à glicose; Qualquer grau de

MODY: Defeitos de secreção da insulina (função da célula β) – herançaautossômica dominante.

DIABETES MELLITUS: insulina
 Hormônio secretado pelas células β.  Após a ingestão da refeição:  Aumenta secreção de insulina;  Esta movimenta a glicose do sangue para produção de energia;

 Estimula o armazenamento da glicose (glicogênio);
 Sinaliza o fígado para parar a liberação de glicose.

DIABETES MELLITUS: insulina
 Estimula o armazenamento de lipídios dadieta no
tecido adiposo;

 Acelera o transporte de aminoácidos para dentro das
células.

 Inibe o glucagon que é secretado pelas células alfa;
A insulina e o glucagon trabalham antagonicamente.

DIABETES MELLITUS: manifestações clínicas
 Poliúria;  Polidipsia;  Polifagia;  Fadiga;  Alterações súbitas da visão;  Formigamento ou dormência nas mãos ou pés;  Pele seca;  Lesõescutâneas que exibem cicatrização lenta;  Infecções recorrentes.

DIABETES MELLITUS: Critérios Diagnósticos Segundo a ADA

DIABETES MELLITUS TIPO 2
 Diabetes não-insulino-dependente, de início adulto ou tipo 2;
 Caracterizada pela deficiência relativa da produção de insulina;  Ação diminuída;  Resistência aumentada;

 Pode passar despercebido por muitos anos;
 Sendo diagnosticadomuitas vezes acidentalmente, (75% dos casos).

POLÍTICA DE ATENÇÃO AO DIABETES NO SUS
 Alto custo social e financeiro para a sociedade e os sistemas de saúde.

 O MS vêm implementando diversas estratégias de saúde pública:  Para prevenir o diabetes e suas complicações;  Cuidado integral de forma resolutiva e com qualidade.

POLÍTICA DE ATENÇÃO AO DM NO SUS
 O Sistema Único de Saúde(SUS) possui um conjunto

de ações de promoção de saúde:  Prevenção,  Diagnóstico;  Tratamento;  Capacitação de Profissionais;  Vigilância;  Assistência farmacêutica;

 Pesquisas voltadas para o cuidado ao DM.

POLÍTICA DE ATENÇÃO AO DM NO SUS
 Ações são pactuadas, financiadas e executadas pelos

gestores dos três níveis de governo;
 As ações de assistência são, na maioria,executadas

nos municípios, sobretudo por meio da rede básica de Saúde:
 Protocolos clínicos;  Assistência farmacêutica;

 É importante destacar a ampliação do acesso devido

equipes da ESF; SIS-Hiperdia, cerca de 1.900.000 portadores cadastrados e acompanhados na rede básica do SUS.

POLÍTICA DE ATENÇÃO AO DM NO SUS: assistência farmacêutica
 O SUS fornece gratuitamente, para a rede...
tracking img