Diabetes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6244 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 1
1.1 DIABETES MELLITUS TIPO 1 2
1.1.2 Sintomas 3
1.2 DIABETES MELLITUS TIPO 2 4
1.2.1 Sintomas 4
1.3 DIABETES MELLITUS GESTACIONAL (DMG) 5

2 TRATAMENTO 9
2.1 Insulina 10
2.2 Cuidados com a insulina 10

3 COMPLICAÇÕES AGUDAS 11
3.1 Hipoglicemia 11
3.2 O que é um glicosímetro? 14

4 COMPLICAÇÕES CRÔNICAS 15
4.1 Retinopatia Diabética (RD) 154.2 Nefropatia Diabética 17
4.3 Neuropatia Diabética 18
4.3.1 Síndrome do Pé diabético 19
4.4 Saúde bucal e Diabetes 21

5 OUTRAS COMPLICAÇÕES 22
5.1 Diabetes e pele ressecada 23

6 CUIDADOS DE ENFERMAGEM 25

7 CONCLUSÃO 26

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 27






INTRODUÇÃO


O diabetes melittus é classificada como uma doença não transmissível. O aumento dessa doença temestreita relação com mudanças sociais, econômicas, políticas e culturais ocorridas no Brasil a partir da década de 1960. Fizeram parte dessas mudanças:
- aumento da produção industrial;
- maciça migração de áreas rurais para os grandes centros urbanos;
- queda acentuada do índice de fertilidade;
- redução da mortalidade por doenças infecciosas e parasitárias;
- aumento da esperança de vida;- mudança no estilo de vida da população, com a obtenção ou reforço de hábitos prejudiciais à saúde.

Muito conhecido como a “doença do açúcar no sangue”, o diabetes melittus ocorre quando não há produção de insulina ou quando esta não atua de forma eficaz no organismo. A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que controla o nível de glicose no sangue, fazendo com que o corpo possautilizar a glicose como fonte de energia.

A OMS – Organização Mundial da Saúde – considera o diabetes uma epidemia. As estimativas mundiais para os próximos anos são de 175,4 milhões de pessoas (Brasil, 2001). O diabetes é considerado um problema de saúde pública, pois atinge grande parte da população, surge em qualquer idade, está associada a sérios problemas de saúde – como os problemascardiovasculares – e se não controlada, pode provocar sérias complicações, como neuropatia, nefropatia, e amputações.
O diabetes pode ser classificado em três tipos: Tipo I, Tipo II, Diabetes Gestacional.


1.1 DIABETES MELLITUS TIPO 1


A diabetes mellitus tipo 1 era antigamente conhecido como diabetes mellitus insulo-dependente e diabetes mellitus juvenil.
Caracterizado por pouca ou nenhumainsulina endógena, exigindo injeções de insulina para controlar o diabetes e evitar o desenvolvimento de cetocidose.
A cetoacidose diabética é uma das complicações agudas mais graves do diabetes. Acontece em diabéticos do tipo 1 e muito raramente no tipo 2. Se não tratada, leva os pacientes a óbito em 100% dos casos, porém, se tratada corretamente, menos de 5% dos acometidos terão esse desfecho triste.Como já sabemos, a insulina é fundamental para a sobrevivência do organismo, pois é ela que coloca a glicose (energia) para dentro de quase todas as nossas células.
Quando a insulina está em extrema falta na corrente sanguínea (como no caso dos diabéticos tipo 1 que não tomaram insulina, ou que ainda não sabem que são diabéticos) a glicose não consegue ‘entrar' nas células e fornecer energia.Infelizmente, nosso organismo não entende que está faltando insulina e para não ficar sem energia lança mão de outras maneiras de produzir glicose e outros compostos também energéticos.
É assim que os hormônios cortisol, adrenalina e glucagon entram em ação e promovem a formação de mais glicose pelo fígado através da utilização do tecido adiposo (gordura). Nessa condição o paciente vaiapresentar uma glicemia muito alta podendo alcançar até 600mg/dL.
Os sintomas iniciais são poliúria (urinar demais), muita sede e fome. Posteriormente o paciente irá evoluir com desidratação, ritmo cardíaco acelerado (sensação de ‘batedeira'), pressão baixa, náuseas, vômitos, dor na barriga, fraqueza, confusão mental e o famoso hálito cetônico que é justamente o cheiro de cetonas proveniente dos ácidos...
tracking img