Desmatamento da amazonia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Desmatamento da Amazônia

Principais causas do desmatamento

Os índices de desmatamento na Amazônia vêm aumentando em um processo de desmatamento num ritmo variável, mas rápido. Embora a floresta amazônica seja desmatada por inúmeras razões, a criação de gado ainda é a causa predominante. As fazendas de médio e grande porte são responsáveis por cerca de 70% das atividades de desmatamento. Ocomércio da carne bovina é apenas uma das fontes de renda que faz com que o desmatamento seja lucrativo. A degradação da floresta resulta do corte seletivo, dos incêndios (facilitados pelo corte seletivo) e dos efeitos da fragmentação e da formação de borda. A degradação contribui para a perda da floresta. Os impactos do desmatamento incluem a perda de biodiversidade, a redução da ciclagem da água(e da precipitação) e contribuições para o aquecimento global.
As estratégias para desacelerar o desmatamento incluem a repressão através de procedimentos de licenciamento, monitoramento e multas. O rigor das penalidades deve ser suficiente para impedir os desmatamentos ilegais, mas não tão grande que as impeçam de ser executadas. Uma reforma política também é necessária para discutir as causasprimordiais do desmatamento, incluindo o papel do desmatamento no estabelecimento da posse da terra.
A associação das maiores variações na taxa de desmatamento com os fatores macroeconômicos, tais como a disponibilidade de capital e o índice de inflação, é uma indicação de que a maior parte desse desmatamento é realizado mais por aqueles que investem em fazendas médias e grandes de criação degado, que por pequenos fazendeiros que usam a força de trabalho familiar. O papel predominante dos latifundiários é comprovado pela localização das áreas desmatadas.
Conhecer os responsáveis pelo desmatamento é vital para qualquer programa que busca sua redução.Os levantamentos realizados mostram que apenas 25% das áreas desmatadas são em propriedades iguais ou menores a 100 hectares. O custo socialda redução considerável dos índices de desmatamento seria, portanto, muito menor do que é sugerido em pronunciamentos freqüentes, que culpam a pobreza pelos problemas ambientais na região. Assim, estratégias como as que promovem a agrofloresta entre os pequenos fazendeiros são provavelmente ineficazes quando, na verdade, os pecuaristas latifundiários são os principais vilões. O dinheiro do tráficode drogas, da corrupção e de muitas outras fontes ilegais pode ser lavado com investimentos em iniciativas de lucro questionável, tais como dragas de mineração de ouro e fazendas de criação de gado falidas. O rápido aumento do tráfico de drogas na Amazônia, provavelmente, agravará tal tendência.
Atualmente, o avanço das plantações de soja na região apresenta-se como a maior ameaça, com seuestímulo para o investimento maciço do governo em infra-estrutura, como hidrovias, ferrovias e rodovias. O desenvolvimento da infra-estrutura desata uma cadeia traiçoeira de investimento e exploração que pode destruir mais florestas do que as próprias plantações. As estradas para retirada de madeira, especialmente para extração de mogno, precedem e acompanham as rodovias, tornando as fronteirasacessíveis para o investimento dos lucros do comércio da madeira em plantações de soja e fazendas para a criação de gado. A extração da madeira aumenta a inflamabilidade da floresta, levando às queimadas do sub-bosque que colocam em movimento um ciclo vicioso de mortalidade de árvores, aumento da carga de combustível, reentrada do fogo e, por fim, destruição total da floresta.


Leis AmbientaisLEGISLAÇÃO DE PROTEÇÃO AOS RECURSOS NATURAIS

Lei n° 4.504/64: Estatuto da Terra – referente à conservação dos recursos naturais renováveis;

Lei n° 4.771/65: Instituiu o Código Florestal;

Decreto-lei n° 221/67: Estabeleceu o Código de Pesca;

Decreto-lei n° 227/67: Instituiu o Código de Mineração;

Lei n° 5.197/67: Lei de Proteção à Fauna.

Lei n°6.902/81: Dispôs sobre a criação de...
tracking img