Desigualdade entre negros e brancos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1371 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A desigualdade econômica (chamada imprecisamente de desigualdade social, que ela acaba por provocar) é um problema que afeta atualmente a maioria dos países, mas principalmente os países menos desenvolvidos. Isso se dá pela distribuição desigual de renda de um país. A desigualdade social vem acontecendo em todos os países e o Brasil é o oitavo país que tem o maior indíce de desigualdade social eeconômica no mundo.

Em relação à posição econômica entre negros e brancos, pôde-se constatar que 60% dos pobres no Brasil são constituídos por negros. Além disso, dentre as pessoas consideradas como indigentes 70% são negros.

De um modo geral, de acordo com os dados da pesquisa, 50% das pessoas negras ou pardas são pobres, enquanto que apenas 25% dos brancos apresentam a mesma condiçãosocial.

Utopia - Desigualdade entre negros e brancos acabaria em 30 anos
No ano de 2008, quando se completou 120 anos da abolição oficial da escravidão, governo Lula lançou mais um plano paliativo para os negros. Quase dois anos após nada foi feito concretamente
Divulgada no dia em que se completou 120 anos da abolição da escravidão, no dia 13 de maio de 2008, o Instituto de Pesquisa EconômicaAplicada (IPEA) constatou que se os programas do governo de "transferência de renda" continuarem, a desigualdade econômica entre negros e brancos no Brasil poderá acabar nos próximos 32 anos.
Programas como o Bolsa Família, por exemplo, seriam capazes de extinguir nas próximas décadas o enorme abismo existente entre negros e brancos desde que os primeiros escravos chegaram por aqui. Quem acreditaem conto de fadas pode parar por aqui.
Atualmente, segundo o próprio IPEA, a população negra no Brasil recebe uma renda média de 53% em relação à renda dos brancos. Estes recebem uma remuneração de, em média, R$ 1.087 ante aos R$ 578,24 recebida por negros.
Os negros continuam ocupando os postos de trabalho menos privilegiados e constituem a maioria do mercado informal. Ao menos 55% dos quetrabalham sem carteira assinada são negros. Já em relação ao serviço doméstico, também são os negros - em sua grande maioria mulheres - que cobrem o mercado: 59,1%.
No campo, 60,3% dos trabalhadores são negros. E na construção civil correspondem a 57,9% da força de trabalho. São também os negros que representam a maioria da população que está abaixo da linha de pobreza.
Os brancos estão no topo dagerência e dominam os cargos executivos. No setor financeiro não há negros nas posições mais altas. Além disso, 71,7% dos empregadores são brancos e 57,2% dos brancos trabalham com carteira assinada.
No desemprego, são também os negros que são os mais afetados. São 4,5 milhões de desempregados, quase um milhão a mais que os brancos: 3,7 milhões.
Entre os negros que têm trabalho registrado, 60,4%ganham até um salário mínimo.
"A população branca ainda tem mais acesso às políticas públicas do governo do que os negros" confirma Mario Theodoro, diretor de Cooperação e Desenvolvimento do IPEA (Jornal do Brasil, 14/5/2008).
Se a pesquisa, no entanto, afirma que em três décadas os negros não estarão mais em posição desprivilegiada, quer dizer então que no setor da educação, por exemplo, nãodeverá mais existir o vestibular, o funil que exclui milhões de estudantes, principalmente proletários, e garante o lucro da indústria dos cursinhos. Afinal, mesmo que as cotas para negros se estendam para mais universidades, significaria reconhecer a desigualdade racial até o fim dos tempos.
Na verdade, à medida que a exploração aumenta e as condições de vida dos trabalhadores são paulatinamenterebaixadas, a desigualdade aumenta cada vez mais. Ainda mais se levarmos em consideração o fato de que hoje a população negra no Brasil é maior do que a branca.
Os programas do governo não devem ser considerados nem mesmo paliativas, pois além de não resolver as necessidades da população pobre, são programas que servem mais para o desvio de dinheiro público para políticos em todos os estados que...
tracking img