Desenvolvimento sustentavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6872 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL OU SOCIEDADES SUSTENTÁVEIS da crítica dos modelos aos novos paradigmas Antonio Carlos S.Diegues − Professor da Esalq/USP. Coordenador do Programa de Pesquisa e Conservação de Areas Úmidas no Brasil da USP. Desenvolvimento sustentado é hoje um termo utilizado ad nauseam sobretudo nos discursos governamentais e nos preâmbulos de projetos de investimentos a seremfinanciados por instituições financeiras bi e multilaterais. Um número crescente de seminários são realizados no Brasil com o objetivo de esclarecer esse conceito e, freqüentemente, de listar "experiências" e projetos que possam ser rotulados de sustentáveis. Além disso, às vésperas da Eco 92, alguns setores, sobretudo os governamentais e empresariais, insistem em demonstrar junto à opinião públicainternacional os esforços aqui realizados para se atingir o desenvolvimento sustentável. Esse termo transita pelos mais diversos círculos e grupos sociais, desde as organizações não-governamentais até as de pesquisa, com notável e estranho consenso, como se fosse uma palavra mágica ou um fetiche. Uma análise mais aprofundada revela uma falta de consenso, não somente quanto ao adjetivo "sustentável",como também quanto ao desgastado conceito de "desenvolvimento". A nosso ver é necessário hoje se discutir não somente o adjetivo, mas também o próprio conteúdo do desenvolvimento. Essa discussão é válida, sobretudo num momento histórico em que parece se dissolver a bipolaridade dos tipos de sociedade capitalista e socialista. Por outro lado, há uma consciência crescente de que o modelo de sociedadeindustrial avançada do Ocidente não poderá se manter a longo prazo com os padrões de produção e consumo baseados no esbanjamento de energia não-renovável, na degradação ambiental, na marginalização social e política de importantes grupos sociais (os migrantes, por exemplo), na espoliação da mão-de-obra e dos recursos naturais dos países do Terceiro Mundo e no crescente fosso entre o Norte e oSul. Além disso, espalha-se pelo mundo a frustração de que para a grande maioria dos países do Terceiro Mundo a última década foi perdida para o "desenvolvimento", e de que talvez os próximos decênios também o sejam. Nesse contexto, ganha sentido a idéia de que não existe um único paradigma de sociedade do bem-estar (a ocidental) a ser atingido por vias do "desenvolvimento" e do progresso linear. Hánecessidade de se pensar em vários tipos de sociedades sustentáveis, ancoradas em modos particulares, históricos e culturais de relações com os vários ecossistemas existentes na biosfera e dos seres humanos entre si. Esse novo paradigma a ser desenvolvido se baseia, antes de tudo, no reconhecimento da existência de uma grande diversidade ecológica, biológica e cultural entre os povos que nem ahomogeneização sociocultural imposta pelo mercado capitalista mundial, nem os processos de implantação do "socialismo real" conseguiram destruir. Talvez a implosão recente de grandes impérios e o ressurgimento das identidades étnico-culturais sejam os primeiros sintomas da necessidade urgente de se procurar novos paradigmas de "sociedades sustentáveis". Desenvolvimento e progresso O conceito de"progresso" herdado do positivismo está na base dos enfoques tradicionais de "desenvolvimento" existentes no mundo moderno. A idéia implícita é de que as sociedades podem progredir indefinidamente para níveis cada vez mais elevados de riqueza material. Sunkel e Paz rastreiam esse conceito até na obra de Adam Smith, no século XVIII, onde a riqueza material aparece como indicador do potencial produtivodas nações. A sociedade é concebida como unidades econômicas que seguem processos mecanicistas, cujas leis se podem conhecer cientificamente. A essa idéia se agrega a noção de evolução, como transformação gradual e constante, pela qual o progresso de uma nação ganha um caráter quase natural. O conceito de progresso, essencial para se entender os modelos clássicos de desenvolvimento, tem como base...
tracking img