Desenvolvimento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo
O Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango e quarto maior em carne suina e com os efeitos da globalização econômica, do livre comércio e avanço tecnológico, o sistema agroindustrial brasileiro e as empresas estão inseridos em um ambiente altamente competitivo. Dentro desse contexto, objetivou-se com o presente estudo identificar e descrever a estruturaorganizacional e estratégias adotadas por uma empresa considerada benchmarking no ramo de carnes, o Grupo Marfrig. Analisando-se a estrutura organizacional e estratégias como armas de competição, verificou-se que a empresa pesquisada atua na competição em produto, mais especificamente na qualidade e variedade de produtos. Uma das estratégias verificadas é a constante aquisição de novas empresas.Destaca-se também a preocupação na maximização da utilização da matéria prima, evitando desperdícios, agregando valor e gerando lucros e adquirindo marcas conhecidas dos consumidores para assim expandir sua cultura organizacional. Sendo estas, portanto fortes táticas competitivas com relação à publicidade e custos.

Introdução

O setor agroindustrial de alimentos é de grande importância para aeconomia brasileira, porém existem alguns fatores de risco nesse mercado. Os riscos relacionados ao Brasil como taxas de juros, variações cambiais, inflação, política fiscal, regime tributário e outros acontecimentos políticos, sociais e econômicos no Brasil ou que afetem o país. Existem os riscos relacionados ao setor e aos negócios como os riscos sanitários ou inerentes ao preço da matéria-prima eainda as barreiras comerciais rígidas em mercados importantes de exportação. Apesar de todos esses riscos, o setor exportador avícola brasileiro viveu em 2009 um momento de superação. Com o rescaldo da crise iniciada nos fins de 2008, um clima de incerteza dominou o comércio internacional. Mesmo assim, os exportadores brasileiros conseguiram alcançar resultado quase equivalente aosnúmeros de 2008 – ano em que o país atingiu exportação recorde – apesar do retrocesso na receita dos embarques, mantendo-se entre os maiores exportadores mundiais (UBABEF, 2010). De acordo com informações da ABEF (2011) o Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango com exportações somando-se 3,63 milhões de toneladas em 2009 e 3,819 milhões de toneladas em 2010 representando,portanto, um aumento de 5,1%, um novo recorde histórico para a carne de frango, principal produto das exportações avícolas brasileiras. Das exportações brasileiras de carne de frango, a Seara Alimentos s/a, pertencente ao Grupo Marfrig, tem uma participação bastante significativa, 18,92% equivalendo a 687.546 toneladas líquidas, ficando atrás apenas da Sadia s/a que possui participação de 22,46% nasexportações de frango totalizando 816.370 toneladas líquidas. Muitos países tem a sua economia voltada para o comercio de proteínas, principalmente para aves(frango), bovina e suína. Estudo realizado pelo Ministério da Agricultura e Embrapa aponta aumento de 10,9 milhões de toneladas no volume de carnes nos próximos dez anos
 
A produção de carne bovina, suína e frango deve ter um aumento de10,9 milhões de toneladas nos próximos dez anos. A estimativa consta no relatório “Projeções do Agronegócio 2011/2012 a 2020/2021” do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizado em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Os produtos mais dinâmicos do agronegócio brasileiro deverão ser o algodão, soja em grão, carne de frango, açúcar, milho ecelulose. Esses produtos são os que indicam maior potencial de crescimento das exportações nos próximos dez anos. Vários devem apresentar aumentos expressivos de produção nos próximos anos, mas a liderança nesse sentido deve ser da soja em grão, 25,1%, carne de frango, 56,1%, carne bovina, 32,3%, açúcar, 25,7%, café, 41,2%, maçã,35,8% e celulose, 29,7%.As exportações brasileiras de carne suína...
tracking img