Desafios brasileiros:saude publica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1258 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA - INTERATIVA CURSO DE CIÊNCIAS CONTABÉIS

ESTUDOS DISCIPLINARES II TRABALHO EM GRUPO II

MANAUS-AM 2011

ELIZANDRA DA SILVA OLIVEIRA

RA: 1138615

ESTUDOS DISCIPLINARES II TG TRABALHO EM GRUPO II

Trabalho elaborado como exigência para obtenção de nota parcial, em Estudos Disciplinares II.

MANAUS AM 2011

DESAFIOS BRASILEIROS: SAÚDE PÚBLICA

Aoreconhecer a saúde como um direito social e um dever do Estado, a Constituição Federal de 1988 garante a toda população o acesso ao atendimento médico, à adoção de um modelo mais amplo que não trata apenas da doença, mas da prevenção e do bem-estar físico, mental e social. Portanto, o Estado deve disponibilizar ações e serviços que recuperem os pacientes, promovam a saúde e protejam os cidadãos. Algunsavanços foram sentidos nas últimas décadas, o Brasil é considerado hoje referência mundial no tratamento de AIDS e recordista na realização de transplantes, outra conquista foi a redução da mortalidade infantil e a

regulamentação da medicina paliativa que visa aliviar dor e sintomas e a melhorar a qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas ou em fase terminal (como pessoas com câncer,transtornos mentais ou doenças cardíacas, renais e pulmonares). Apesar disso, o que presenciamos nos noticiários é um total descaso nos atendimentos em hospitais públicos das principais cidades no Brasil. Relatamos situações do descaso nos atendimentos e também alguns dados informativos de como a saúde publica do Brasil se encontra.

SITUAÇÃO NOS PRINCIPAIS HOSPITAIS PÚBLICOS DO BRASIL Bebês nasfilas das UTI, pais que não conseguem ajuda para os filhos, filhos que não conseguem ajuda para os pais, acompanhantes no papel de enfermeiros, corredores lotados, falta de médicos especializados, demora nos atendimentos, familiares desesperados quando é preciso procurar a justiça para conseguir uma vaga na UTI e até óbitos por falta de atendimento médico estas são as principais dificuldades que osbrasileiros que não tem condições de pagar um plano de saúde particular enfrentam diariamente nos principais hospitais do Brasil. Em Profissão Repórter, São Paulo/SP o repórter refaz o caminho de Laura (24

anos) em busca de socorro, ela morreu 03 três dias depois de passar em cinco hospitais públicos de São Paulo. No primeiro hospital Mandaqui em que Laura procurou, o repórter se depara com odescaso, ele encontrou um rapaz que chegou 02 horas da manhã e que às 12:30 do dia seguinte ainda continuava sentido dores muito forte na região do abdômen, somente às 14:00h recebeu o diagnóstico de apendicite, depois de 12 horas de espera, sabemos que casos de apendicite o atendimento precisa ser de urgência pois o paciente corre sério risco de morte, o rapaz foi entrar na sala de cirurgia às 20horas. Outra situação que o repórter se deparou foi com a falta de leitos e enfermeiros, havia idosos nos corredores sendo medicados por seus acompanhantes. A situação sendo vista é

muito triste e revoltante ao mesmo tempo por que os representantes que elegemos para melhorar nossa qualidade de vida não fazem nada, é governo saindo e governo entrando sem tomar medidas que melhorem nossa saúdepública . Retornando a história de Laura - A mãe da jovem conta que chegaram no dia 22/07/2011 no Hospital Mandaqui às 09:00h e somente às 19:00h deram diagnóstico de Trombose uma das veias de Laura estava entupida, e sem atendimento urgente esse tipo de

trombose pode levar a morte. A mãe de Laura questionou com o médico se o caso é grave porque não internam minha filha e fazem os procedimentos,mas o médico disse que ela tinha que fazer o exame que era feito somente no dia seguinte, a mãe de Laura insistiu com o médico para transferir-la para outro hospital mais a resposta foi negativa, Laura volta pra casa. Nesta mesma noite, sua mãe liga para o SAMU desesperada porque Laura ainda continua sentindo muitas dores e dar entrada no segundo Hospital Pirituba e é atendida às 02 h da manhã...
tracking img