Derrubando andaimes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (990 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Derrubando ‘andaimes’[1]
Uilames Lazaro da Silva

A literatura em perigo (2009) de Tzvetan Todorov[2] faz uma crítica ao estudo de literatura,particularmente na França, apontando que a pesquisa e o ensino de literatura nas escolas e universidades tratam cada vez mais da forma do texto – a que gênero ele pertence, como se estrutura, qual seu estilo –e cada vez menos do sentido das obras. O equívoco é evidente: formam-se críticos literários antes mesmo de formá-los como leitores. Assim, “a cada vez mais, mas a partir de modalidades diferentes, éo mundo exterior, o mundo comum a mim e aos outros, que é negado e depreciado”.[3]

Tzvetan Todorov esboça um breve inventário sobre sua trajetória enquanto leitor e crítico literário e persegue,quase que arqueologicamente, a história dos olhares sobre a literatura ocidental para poder propor, primeiramente a si próprio e depois a seus leitores, uma nova abordagem da literatura, considerandoprincipalmente aquilo que esta tem a dizer à sociedade, observado mais seus sentidos e menos suas estruturas formais, promovendo assim uma profunda ruptura inclusive com sua própria obra, o que requergrande honestidade e independência intelectual. Tal posição fica clara, por exemplo, no capítulo “A literatura reduzida ao absurdo”, onde Todorov discute o ensino de literatura no nível secundáriofrancês e compara-o a um edifício em construção que, depois de pronto, deveria se ver livre dos andaimes, já que importa mesmo o prédio, sua arquitetura e funcionalidade.

Entretanto, o que se percebenos estudos literários é a manutenção dos andaimes e a transformação destes em objeto de estudo; um equívoco reforçado a partir da segunda metade do século XX, não só pela crítica formalista, mastambém por aquilo que Todorov chama de concepções niilistas e solipsistas da literatura (dado ambas repousarem “na ideia de que uma ruptura radical separa o eu e o mundo”), relativizando as verdades...
tracking img