Defesa do julgamento de nuremberg

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

1. INTRODUÇÃO 3
2. A HISTÓRIA 04
3. OS ADVOGADOS DE DEFESA ALEMÃES 05

1. INTRODUÇÃO

Nuremberg realmente foi o maior julgamento da história! O que você talvez ainda não saibam são os detalhes deste julgamento! Conheça as táticas de defesa!
Conheça as dúvidas que pairavam tanto na cabeça da imprensa quanto na cabeça da promotoria. Este documentário contará em detalhe!
Serámostrado neste trabalho a Defesa Alemães, algumas informações que mostrem a História do Julgamento de Nuremberg,e a importância dela para o país, de forma simples e numa linguagem para que todos entendam.

2. A HISTÓRIA

Com o término da Segunda Grande Guerra, primeiro na Europa e
depois no Pacífico, começou a se pensar em tribunais (Tribunal Especial,
destinado a uma finalidade), o qual o maisimportante foi sediado na cidade de
Nuremberg, na Alemanha. Houve ainda o Tribunal de Tóquio para punir os crimes de guerra, de genocídio e contra a humanidade perpetrados pelos japoneses.
França, Inglaterra, União Soviética e Estados Unidos assinaram um
acordo, estabelecendo que eles julgassem os principais responsáveis, com a
finalidade de não deixar impune as atrocidades cometidas noperíodo ente 1939
e 1945. Esse acordo entrou parar história no dia 8 de agosto de 1945 com o
nome “Acordo de Londres”.
Foi dessa maneira que o mundo pôde perceber uma tentativa
prática de acabar com a impunidade das pessoas consideradas as
“idealizadoras” e ocupantes de cargos de comando no contexto da Segunda
Guerra.
O artigo trata do tema e procura
demonstrar tanto os acertos, como os defeitosdo Tribunal de Nuremberg durante
os processos. Alguns doutrinadores defendem um ponto de vista, no qual um
tribunal de exceção não poderia punir com pena capital, ma sim prisão perpétua,além de outras formas de responsabilização.

3.OS ADVOGADOS DE DEFESA ALEMÃES

Foi uma experiência extremamente dolorosa para os advogados alemães a defesa de seus clientes, acusados perante o Tribunal deNuremberg os crimes de guerra. Advogar perante o Tribunal dos vencedores em favor dos vencidos era tarefa de heróis, pois a Alemanha vencida na Segunda Guerra Mundial estava submetida aos aliados, que instituíram o Tribunal de Nuremberg para julgar os vencidos de guerra.

Foram réus no Tribunal de Nuremberg Hermann Goering, Rudolf Hess, Joachim Von Ribbentrop, Robert Ley, Wilhelm Keitel, EmstKaltenbrunner, Alfred Rosemberg, Hans Frank, Wilhelm Frick, Julius Streicher, Wilhelm Funk, Hjalmar Sclacht, Gustav Krupp, Karl Donitz, Erich Raeder, Baldur Von Schirach, Frita Sauckel, Alfred Jodl, Martins Borman, Franz Von Papen, Arthur Seyss-Inquart, Albert Speer, Constantin Von Neurath e Hans Fritz-che.

Otto Stahmer foi advogado de Hermann Goering, Hans Von Marx, de Julius Streicher, FritzSauter, de Joachim Von Ribbentrop e Gunther Von Rohscheidt, de Rudolf Hess. Hess chegou a dizer: "Sinto-me perfeitamente bem sem advogado".

O promotor norte-americano Robert Jackson iniciou a acusação contra os réus em 1945, juntando uma avalancha de documentos altamente comprometedores contra os acusados. Jackson iniciou a acusação com uma violenta denúncia da tirania nazista, proclamando que acivilização esperava que a ação jurídica dos juizes do Tribunal colocasse as forças do direito internacional, seus preceitos, suas proibições e, acima de tudo, suas sanções ao lado da paz, para que homens e mulheres de boa vontade, em todos os países, possam ter "a liberdade de viver, sem depender da permissão de ninguém, sob a proteção da lei".

Depois da entrega das acusações aos prisioneiros,a reação de cada um foi diversa. Goering declarou: "O vencedor será sempre o juiz e o derrotado o acusado"; para Streicher 0 julgamento fora um triunfo do sionismo internacional. Frick afirmou que toda a acusação se baseava na suposição de uma conspiração fictícia, Speer foi complacente: "O julgamento é necessário. Há uma responsabilidade comum por crimes tão horríveis, mesmo num sistema...
tracking img