Decada de 70

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1843 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Brasil Anos 70
A década de 70, no Brasil, foi marcada pelo endurecimento do regime pós- 1964 e pela censura.
Profissionais de diversas áreas haviam deixado o país, dentre eles podemos citar Oscar Niemeyer, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Paulo Freire entre muitos outros.

Ao mesmo tempo em que havia a perseguição, algumas iniciativas no sentido de criar uma política culturalaconteciam, como a criação da Funarte e da Embrafilme.

A arte conceitual teve sua origem na obra de Duchamp, no episódio no qual enviou um mictório para um salão de arte, sob o título "A fonte", o artista inaugurou contra a sua própria vontade, uma arte que passaria romper idéias e conceitos que haviam sido importantes para a arte durante muito tempo, a obra de Duchamp revelava uma arte naqual, a idéia é o mais importante da obra e não o fazer ou a habilidade técnica do artista por exemplo.

O fim dos anos 60 presenciou o surgimento de um movimento internacional que ainda sentimos hoje - a arte conceitual.

As fronteiras da produção conceitual misturavam-se às de outras daquele período, a body art-(Arte do Corpo), na qual o instrumento principal do artista éseu próprio corpo, a Earth Art (Arte da Terra) e a performance.

Em todas essas manifestações, era evidenciada a importância do processo mais que do produto artístico e em geral questionavam o sistema de arte, o mercado, o museu, a crítica e o público.

Na década de 70 surge a arte postal, apresentando-se como maneira alternativa de circulação da obra, e os livros de artista, quenão eram livros sobre o artista, mas publicações que podiam conter somente imagens ou palavras idealizadas por ele.

Os artistas produziam também as instalações (obras produzidas para um local específico, happenings (conjunto de eventos realizados ou percebidos em mais de um tempo e lugar) e arte de rua.

As vanguardas dos anos 70, conforme declara Celso Favaretto (1999), exercitavama multiplicidade de estilos, a mescla de técnicas, a fusão de gêneros, a ruptura de suportes, valorizando assim o caráter multidisciplinar da arte. Os artistas estavam unidos através de suas posições agressivas, inconformismo e experimentalismo, não por semelhanças, ou objetivos específicos.







Música


O movimento da jovem guarda e a tropicália começam a perder forçaslogo no inicio dos anos 70.
Rita Lee diz bye bye para Os Mutantes no inicio da década e em 78 a banda chega ao fim.
Foi à última década do período classic rock. É também conhecida como a "década da discoteca", Devido ao surgimento da dance music, No Brasil o estilo deixou sua marca, com a novela Dancin' Days, da Rede Globo de Televisão (em 1978) e o efêmero sucesso do grupo AsFrenéticas.
Rita Lee, que chegou a ter canções gravadas pelas Frenéticas, também gravou canções no estilo.
No mesmo ano, Tim Maia acompanhado pela Banda Black Rio lançou o álbum Tim Maia Disco Club, fortemente inspirado no gênero.
Gilberto Gil grava em 1979, a canção disco Realce do álbum homônimo, uma possível ode a cocaína.
Surge também o movimento punk, que no Brasil surgiuna Zona Norte de São Paulo, mais precisamente a turma roqueira da Vila Carolina, onde desde o início dos anos 70, já se formava uma cena pré-punk influenciada por bandas de protesto Norte-americanas e inglesas, como MC5, The Stooges e Dust. Apesar de o Joelho de Porca ser a primeira banda Brasileira com a proposta do punk, a primeira banda de
Punk rock brasileira foi o Restos de Nada.
Abanda foi formada em 1978 como uma forma de protestar contra a repressão do governo militar e mostrar que diversos jovens lutavam por uma sociedade melhor.
O precursor dessas idéias foi o guitarrista Douglas Viscaino que criou a banda. Inspiradas nesse ideal, muitas outras bandas se formaram para também criticar o regime, tais quais como AI-5, Detrito Federal, Condutores de Cadáver, Cólera,...
tracking img