Dddd

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (807 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A idade moderna dá-se entre os séculos XVI e XVIII, nesta época começa-se a notar uma substituição do trabalho servil (pessoas não assalariadas que servem outros) pela forma capitalista (trabalhadorcom direitos, é assalariado e tem obrigações).
O homem passa a ter “posses” (dinheiro, mercadorias,…), fazendo com que se inicie um ciclo de novas explorações, as matérias-primas e as trocas entrepovos. Para manter este ciclo de trocas é necessário que haja uma exploração e um trabalho reforçado, recorrendo assim, novamente à escravatura nos territórios coloniais. Tudo isto, vem a ficar marcadopelo facto de nesta época a Europa estaria a libertar-se do trabalho servil.
É na idade moderna, que surge o mercantilismo, este começa a basear no número de materiais que o país tinha, assim como,o número de metais. É então, que se começa a destacar a riqueza e o poder que o país conseguiria acumular.
É assim, que nesta época que se introduz o uso da moeda, bem como se dá início à criaçãodo sistema bancário, fazendo com que assim existisse um maior agravamento das desigualdades entre classes sociais. Fazendo com que, a população “mais rica”, impulsionasse de certo modo as artes e ogosto por elas mesmas.
Por isso, como a procura aumentou no mercado, para que esta seja satisfeita, o setor dos artesões aumentou, assim como os produtos usados para os desenvolver. Mas para todosestes processos era necessário que existissem regras, para o controlo da Balança comercial (tornando-a favorável para o país). Estas regras consistiam em medidas vigorosas para que o número de metaisque entravam no país, para pagar a importações fosse menor do que o número de metais que entravam para as exportações. Bem como também foram implantadas altas taxas alfandegárias, com o intuito deproteger os bens e interesses nacionais. Estas regras foram mais aplicadas aqui na Europa, mais precisamente, em França por Jean-Baptiste Colbert. Sendo que, na Holanda e Inglaterra o mercantilismo não...
tracking img