Cruz vermelha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1068 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Tecsoma
Curso de Enfermagem 2º Período
Profª.: Iris Leda Camargos

TRABALHO DE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM
A cruz vermelha e seu papel na enfermagem

Acadêmicos:
Aline Barros
Jessica Barbosa
Tatiana
Vinícius Ramos

Paracatu/MG
Outubro/2012
Faculdade Tecsoma
Curso de Enfermagem 2º Período
Profª.: Iris Leda Camargos

TRABALHO DE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM
A cruz vermelha e seupapel na enfermagem

Trabalho realizado pelos alunos do 2º Período do curso de Enfermagem, pela Disciplina de História da Enfermagem, sobre o tema A Cruz Vermelha e seu papel na Enfermagem, ministrada pela professora Iris Leda Camargos.

Paracatu/MG
Outubro/2012
A cruz vermelha e seu papel na enfermagem
Há cem anos, a Cruz Vermelha Brasileira (CVB) foi fundada no Rio de Janeiro. Ainauguração contribuiu para a profissionalização da enfermagem no país, com a criação da Escola Prática de Enfermeiras em 1916. A primeira escola de capacitação profissional fora criada em 1890. Intitulada Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras, hoje ela se chama Escola de Enfermagem Alfredo Pinto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

O idealizador da Cruz VermelhaInternacional foi Henry Dunant (1828-1910). Os princípios da instituição eram: humanidade, igualdade, proporcionalidade, imparcialidade, neutralidade, independência e universalidade. O símbolo adotado pela instituição foi uma cruz vermelha sobre um fundo branco, em homenagem a Suíça, nas cores invertidas da bandeira daquele país. Esse símbolo tem significado de inviolabilidade e respeito com as pessoas einstituições destinadas à assistência, principalmente, durante a guerra.

Em 1911, a instituição recebe do Governo Federal um terreno para a construção de uma sede própria, abrigando o Dispensário para Assistência Médica gratuita e um local para ensino de enfermagem. Três anos depois, a CVB iniciou a formação de enfermeiras voluntárias, mas a necessidade de profissionais para a capital federal erapremente.
Em 1916, para atender a esta necessidade as Damas da Cruz Vermelha propuseram a criação de um curso de enfermeiras profissionais. A formatura da primeira turma ocorreu um ano depois. Mesmo assim, os cuidados dos doentes permaneciam sendo exercidos quase sempre por praticantes amadores e religiosos.

A Escola Prática da Cruz Vermelha Brasileira, no Rio de Janeiro, funcionava anexa aoDispensário para Assistência Médica-Cirúrgica da instituição, sob direção do Dr. Getúlio dos Santos (1881-1928), então Diretor do Serviço Médico da Cruz Vermelha Brasileira.
Para o ingresso no curso de enfermeiras profissionais, as candidatas deveriam encaminhar um requerimento ao diretor da Escola; ser sócia da Instituição, saber ler, escrever e fazer as quatro operações aritméticas, além deapresentar os documentos de atestado de boa conduta, conferido por autoridade competente ou por pessoa idônea; certidão ou justificação de idade provando ser maior de 18 e menor de 30 anos; e atestado médico, declarando não sofrer de nenhuma moléstia crônica nem contagiosa e não ter defeito físico incompatível para o exercício da profissão. A primeira turma de enfermeiras profissionais teve trinta eseis mulheres matriculadas, mas somente oito enfermeiras se formaram ao final do curso.

Na composição do uniforme, o véu chamava atenção. Este complemento da veste lembra as filhas de Maria, as noivas, algumas imagens religiosas, e as irmãs da caridade. O significado do véu pela ótica da moda é uma das maneiras de ocultar a identidade e enfatizar a moralidade. Ao lado do símbolo da cruz, elereforçava a mensagem da instituição no apelo à caridade e bondade que as enfermeiras deveriam transmitir à sociedade.

Tempos de guerra

No período da guerra, não sabemos se a Cruz Vermelha Brasileira enviou enfermeiras para os hospitais na Europa, mas é possível afirmar que algumas esposas de militares acompanharam seus maridos e lá auxiliavam nos cuidados aos feridos nos campos de batalha....
tracking img