Cronica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (479 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina: Produção textual II.

Crônica:

O Brasil não é mais um país é uma avenida
Olá brasileiros, gostaria de escrever sobre algo que tem me deixando muito irritada, amaneira dos brasileiros de colocar relevância onde não é necessário e descartar o que deveria ser extremamente relevante. Em maio de 2005 foi divulgado o escandaloso esquema de corrupção e desvio dedinheiro público ocorrido no nosso país, conhecido como o Mensalão, sete anos se passaram e enfim no dia 2 de agosto de 2012, o julgamento desta vergonha começou, o ministro relator do processo JoaquimBarbosa apresentou os nomes dos 38 réus e os crimes os quais respondem, fato este que passou desapercebido e apenas poucos brasileiros focaram suas atenções, entretanto, em março de 2012 a Rede Globoexibiu o primeiro capítulo da novela Avenida Brasil e aparentemente soltou no ar uma espécie de vírus que em pleno ano 2012 onde a humanidade dita evoluída, deixou ser atingida por este vírus mental quedestrói a capacidade racional e o ângulo de visão do ser humano e o transforma em uma espécie de zumbi, bato no peito com orgulho, pois não fui contaminada! Noto que tudo parece estar girando entornodesta doença ou melhor desta novela, nada tem valor diante da história criada por João Manuel Carneiro, se leio ou assisto um jornal, se entro em um ônibus ou em uma fila no supermercado não tem comoescapar o assunto com certeza é a porcaria desta novela, será que não tenho o direito de decidir, não querer saber quem é a tal da Carminha ou a tal da Nina? Será que neste país não temos nada maisimportante para nos preocuparmos ou concentrarmos nossas atenções? Passamos há poucos dias por uma eleição, assunto este, que foi deixado de lado, estamos ainda passando por um acontecimento históricopolítico, outro assunto que é deixado de lado pelas mentes infectadas dos brasileiros que focam suas atenções, não para quem sairá condenado ou será que alguém sairá condenado deste roubo absurdo...
tracking img