Crise na grecia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1173 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Para entrar na Zona do euro, a Grécia mascarou sua contabilidade, não deixando suas contas (deficit fiscal) transparentes, dando a ilusão de que tudo estava bem com sua economia. Essa foi uma das acusações feita pela Comissão Europeia, que se viu desestabilizada numa situação como essa.
Assim, com sua entrada na UE(união europeia), o país se deparou com menores custos de financiamento e, suapopulação , vendo se diante de mais recursos, passou a gastar mais, elevando seu nível de endividamento.
Porém, como membro da Zona do euro, a Grécia vinha sendo cobrada para controlar suas financias, mas mesmo assim continuou a emitir papeis de divida e a se envolver mais em ganhos no mercado financeiro, apoiada na credibilidade da zona do euro junto a investidores estrangeiros.

Até que se deu acrise de credito de 2008. Em que muitas economias ficaram deliberadamente fragilizadas. Foi nesse período que as financias da nação grega ficaram ainda mais comprometidas, pois,enquanto os cofres públicos eram esvaziados pelos gastos, a receita era afetada pela evasão de impostos – deixando o país totalmente vulnerável para enfrentar a crise.
O país passou a então enfrentar problemas paraarrecadar impostos, uma vez que empresas começaram a quebrar, o desemprego a aumentor e o consumo cair. Com isso o déficit no Orçamento do país cresceu, e a capacidade de pagar seus credores ficou comprometida. Gerando assim, a crise na Grécia.
Sua dívida chegou a estar em torno de 300 bilhões de euros (o equivalente a US$ 400 bilhões ou R$ 700 bilhões), cerca de 142% do Produto Interno Bruto (PIB) dopaís, a maior relação entre os países da zona do euro.
O volume de dívida supera, em muito, o limite de 60% do PIB estabelecido pelo pacto de estabilidade assinado pelo país para fazer parte do euro.E, mesmo após Atenas receber 110 bilhões de euros de resgate financeiro, em maio de 2012, e depois em julho de 2011( primeiro pacote de resgate), estabelecer-se que o pais receberia mais 109 bilhões, as quantias foram consideradas insuficientes.
Desde então, a situação grega se deteriorou ainda mais, e o acordo agora em debate envolve uma redução ainda maior na dívida grega por parte dos bancos.
Problemas e medidas

Por enfrentar diversas dificuldades para refinanciar suas dividas, a Grécia despertou preocupações no mundo inteiro sobre sua situação econômica. Pois, qualquer um quenegocie com a zona do euro - é afetado por causa do impacto da crise grega sobre a moeda comum europeia.
Assim, como tentativa de minimizar os impactos, a Grécia vem adotando medidas de austeridade que vão ao encontro das exigências da "troika" – grupo de negociadores internacionais formados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Central Europeu (BCE) e União Europeia - para liberar oempréstimo de 130 bilhões de euros que o país precisa para não quebrar. O acordo também prevê que credores privados irão baixar os juros cobrados do Tesouro grego, o que na prática significa o perdão ao equivalente a 100 bilhões de euros da dívida grega.
Para isso o governo aprovou medidas impostas pelo grupo, em meio a uma onda de protestos violentos em fevereiro de 2012. Entre elas, estão incluídoscortes de mais de 3,3 bilhões de euros nos gastos públicos, a liberalização dos mercados de serviços e de produtos e a flexibilização das leis trabalhistas.
O governo grego também terá de rever sua Constituição em 2013 com o intuito de inserir uma cláusula dando prioridade ao pagamento das dívidas antes de qualquer investimento em serviços públicos e estabelecer uma conta especial, separada de seuorçamento, destinada a esses pagamentos.
Outro temor que se tem sobre a crise é que o tal efeito dominó aconteça, derrubando outras economias debilitadas da zona do euro, que estão enfrentando desafios para se reequilibrar, como os PIIGS ( Portugal, Irlanda, Itália, “Grécia” e a Espanha)
As agencias de classificação de risco , por sua vez, intensificam as preocupações em relação aos PIIGS,...
tracking img