Criolo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2315 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
G u e r r a d e C a n u d os : u m a l e i t u r a e u c l i d i a n a

1

BARONI, Alice (Doutoranda) 2
Queensland University of Technology/Austrália
R es u mo : A publicação da obra O s se r tões, em 1902, mudaria os rumos do pensamento sobre a Guerra de
Canudos, que, por muitos anos, f!"#$#% "&'()"!*#+% ,!-./),-)'0)+% "&-&% 1(!,02$!#% *)% 34"/!*),56% 7%
presidente Getúlio Vargasinteressou-se pela hecatombe sertaneja após ter lido o livro-vingador
euclidiano. Gostou tanto da obra que visitou o lugar de acontecimento da guerra prometendo aproveitar as
águas do rio Vaza-Barris com a construção do açude de Cocorobó. Euclides da Cunha viveu e produziu a
sua obra em um momento de grandes transformações no pensamento, na política e na tecnologia. Apesar
de ter atuado na imprensaao longo de toda a sua vida, ficou mais conhecido como engenheiro, por ter
exercido o ofício, durante a reconstrução da ponte, em São José do Rio Pardo. O presente artigo visa
iluminar o acontecimento da guerra à luz da obra euclidiana. Examinaremos a trajetória de Euclides da
Cunha no jornalismo. O seu processo de aprendizagem para exercer o ofício de noticiarista e
correspondente de guerra,pelo jornal O E st ado d e S. Paul o, bem como, as suas reportagens e obramonumento O s se r tões.
P a la v r as-c h a v e : história do jornalismo; guerra de Canudos; Euclides da Cunha; Os sertões; construção
historiográfica

I n t r o d u ç ão
Antonio Vicente Mendes Maciel, conhecido como Antonio Conselheiro, tornado
inimigo número um do Estado, nascido em Quixeramobim, no Ceará, arrebanhoucentenas de fiéis no arraial de Canudos. Quatro expedições foram necessárias para
destruir os seus ideais e de seu povo sertanejo; anseios de um outro Brasil, não
"&'()"!*&%.)/&%(&-)-%1"!8!/!9#*&5%*&%/!0&$#/6
Durante muitos anos, a campanha canudense ficou conhecida, simplesmente,
"&-&% 1(!,02$!#% *)% 34"/!*),56% 7% .$),!*)'0)% :)0;/!&% 4)% *)!Q#$#-% '#% "4/04$#A6%R,,!-+% #% &E$#%)4"/!*!#'#% .)$-#')")% ,)'*&% 4-% "#-!'(&% *)%
compreensão da cultura brasileira, especialmente, no que trata sobre a complexidade
entre os variados segmentos constituidores da

sociedade. Cunha, enquanto

correspondente de guerra, redesenhou o que seria Canudos. Embora o seu arcabouço
0)2$!"&% 0)'(#% ,!*&% =),0#*&% #% .#$0!$% *)% 0)&$!#,% ?!',4B!"!)'0),% )% #'#"$S'!"#,+% "&-&% &%
positivismo e oevolucionismo, de viés determinista, foi capaz de descrever os rebeldes
"&-&%1.&E$),%.#0$T"!&,5A%FG3H7I+%JKKJ+%.6%MKN6%U4'(#, com a publicação de sua obra monumento, insurgiu um outro olhar de compreensão sobre o sertanejo e o sertão, um
outro modo de se compreender a cultura brasileira.
O monumento, desde suas origens, remeteu -se à memória social, realizando o
resgate de um passado autêntico.O monumento funda, atualiza, a tradição, enquanto
agente da memória social, o monumento reconecta o passado ao presente, a partir da
mediação da afetividade, argumenta Choay (2001). Para ela, o monumento age no
processo de rememoração não de um passado qualquer, mas de um passado que traz à
memória elementos vitais para a preservação da identidade de uma comunidade, seja
ela, familiar,religiosa, tribal, étnica etc. O monumento torna-se um ato de resistência à
morte de uma cultura, tradição. À luz da historiadora (Choay, 2001), Abreu (2002)
reconhece O s se r tõ e s como um livro-monumento, por a obra realizar a atualização, a
insistência, de um passado autêntico que se conecta ao presente.

Enquanto livro consagrado, O s se r tõe s passou para a história como documento suigeneris, fonte de uma narrativa considerada autêntica sobre uma passagem sangrenta da
história do país. Sua monumentalização conferiu um aspecto sagrado a esta narrativa.
V'0!04/#*&%1WTE/!#%*#%X#"!&'#/!*#*)5+% O s se rtõe s passou a vigorar enquanto um livro de
verdades sobre o país, expondo suas contradições, seus dilemas, suas questões mais
candentes. Se, num primeiro momento, pretendeu...
tracking img