Acordo ortografico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

1. INTRODUÇÃO 2
2. ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA 3
3. MUDANÇAS NO BRASIL 4
4. RAZÕES DO FRACASSO DOS ACORDOS ORTOGRÁFICOS 4
5. PARTE LEGISLATIVA 6
6. ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA 7
7. O QUE MOTIVOU O NOVO ACORDO 8
8. GOVERNO ADIA NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO PARA 2016 9
9. PRINCIPIOS ORTOGRAFICOS: FONÉTICO vs ETIMOLÓGICO
9.1Irregularidades Supradialetais
9.1.1 Homofonias
9.1.2 Polifonias
9.1.3 Letras Mudas
9.2 Irregularidades Dialetais
9.2.1 Homofonias
9.2.2 Polifonias
9.2.3 Letras Mudas
10. NOVAS REGRAS DA REFORMA ORTOGRÁFICA 11
10.1 Regra 1 - Acentuação – Ditongos de palavras paroxítonas 11
10.2 Regra 2 - Acentuação – Acento circunflexo em letras dobradas 11
10.3 Regra 3 - Acentuação – Acento agudo emalgumas palavras paroxítonas 12
10.4Regra 4 - Acentuação – Acento diferencial 12
10.5 Regra 5 - Acentuação – Acento agudo no “u” forte 13
10.6 Regra 6 - Alfabeto – Inclusão de letras 13
10.7 Regra 7 - Hífen – Quando usar 13
10.8 Regra 8 - Trema – Nova regra 14

11. CONCLUSÃO 15
12. BIBLIOGRAFIA 16

INTRODUÇÃO

Desde 1 de janeiro de 2009, o uso das regras ortográficas resultantes doAcordo Ortográfico de 1990, firmado pelos vários países que têm o português como língua oficial, e que tem por objetivo criar uma ortografia unificada para o idioma. No entanto, a ortografia portuguesa, que obedece ao Acordo Ortográfico de 1945, continuam a ser aceitos
Em termos ortográficos, o Brasil tem-se regido pelas normas do Formulário Ortográfico de 1943, com as alterações introduzidas em1971; enquanto que os restantes países lusófonos têm seguido o Acordo Ortográfico de 1945, ligeiramente alterado em 1973. Não sendo profundamente divergentes, as duas regras ortográficas têm algumas diferenças importantes. Esta situação tem constituído um real motivo de atrito. Basta ver que muitas das intermináveis discussões e dos pontos de conflito centravam-se nestas diferenças de escrita.
Sendoassim, a partir de 1 de outubro de 2008 as regras do Acordo Ortográfico de 1990 passaram a ser aceites em pé de igualdade com as do Formulário Ortográfico de 1943 e as do Acordo Ortográfico de 1945. A partir de 1 de janeiro de 2009, as normas do Acordo Ortográfico de 1990 passaram a ser usadas de forma preferencial. Em 2011, a comunidade decidiu a extinção do Formulário Ortográfico de 1943 edecidiram que em 2013 a obrigatoriedade da nova ortografia entraria em vigor. No entanto o governo adiou para 2016 abrindo brechas para que novas mudanças sejam propostas.







ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA


A ortografia da língua portuguesa é determinada por normas legais. No início do século XX Portugal estabeleceu pela primeira vez um modelo ortográfico dereferência para as publicações oficiais e para o ensino. No entanto, as normas desse primeiro Formulário Ortográfico não foram adotadas pelo Brasil. Desde então, a ortografia da língua portuguesa foi alvo de um longo processo de discussão e negociação, com o objetivo de instituir, através de um único tratado internacional, normas comuns que rejam a ortografia oficial de todos os países de língua portuguesa.As tentativas iniciais materializaram-se num primeiro acordo, assinado em 1931, que, no entanto, viria a ser interpretado de forma diferente nos vocabulários ortográficos nacionais entretanto produzidos: em Portugal, o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de 1940; no Brasil, o Pequeno Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de 1943, acompanhado de um Formulário Ortográfico. A fimde eliminar estas divergências, foi assinado por ambos os países um novo acordo ortográfico, em 1945,( O Acordo Ortográfico de 1945 é uma convenção ortográfica assinada em Lisboa em 6 de Outubro de 1945 entre a Academia de Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras, na tentativa de pôr cobro às profundas diferenças ortográficas entre Portugal e o Brasil, como resultado da adopção em...
tracking img