Crase

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2212 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CRASE

Definição: quando dois “as” se encontram, a preposição “a” e o artigo feminino “a”, em vez de ficarem lado a lado, um sobrepõem-se ao outro. Por isso a gramática recomenda que se coloque um sinalzinho (acento grave “`” em cima dessa sobreposição, para que todo mundo saiba que são dois “as”, embora só se enxergue um.).
Exemplo:
a) Dei um livro aa menina. ( Dei um livro à menina.OS SETE PECADOS MORTAIS DA CRASE:
Observação: parta sempre do princípio de que só pode haver crase se pudermos provar que a preposição “a” e o artigo “a” se encontraram e se sobrepuseram.

I PECADO: ANTES DE PALAVRA MASCULINA
Ele está no Rio a serviço. ( Esse “a” é apenas uma preposição. Não existe o artigo “a” sobreposto a ela, porque é um absurdo admitirmos um artigo feminino a frente de umapalavra masculina.

II PECADO: ANTES DE ARTIGO INDEFINIDO
Chegamos a uma boa conclusão. ( Esse “a”, novamente, é apenas uma preposição. Não existe o artigo “a” sobreposto a ela, porque é absurdo admitirmos que se use um artigo definido e um indefinido ao mesmo tempo para uma mesma palavra.

III PECADO: ANTES DE VERBO
Fomos obrigados a trabalhar. ( Esse “a” é preposição, porque não existeartigo feminino antes de verbo.

IV PECADO: ANTES DE EXPRESSÃO DE TRATAMENTO
Trouxe uma mensagem a Vossa Majestade. ( Esse “a” é apenas uma preposição. Não existe artigo sobreposto a ela, porque, em português, não se emprega artigo antes de expressão de tratamento.

Nota: quando falamos em expressão de tratamento, referimo-nos, exclusivamente, as formas diante das quais se costuma usar opossessivo “SUA” ou o possessivo “VOSSA”.

V PECADO: ANTES DE PRONOMES PESSOAIS, INDEFINIDOS E DEMONSTRATIVOS

Nota:
Pronomes Pessoais: Eu, Tu, Ele, Nós, Vós, Eles.
Pronomes Pessoais Oblíquos: Me, Te, Lhe, Nos, Vos, Se, Mim, Ti, Si.
Pronomes Indefinidos: Alguém, Algum, Qualquer. ( Veja bem: aquela, aquilo, aquele, não são indefinidos, pois fazem referencia a alguém ou alguma coisa.
PronomesDemonstrativos: Esta, Essa, Qualquer.

Exemplos:
a) Nada revelarei a ela.
b) Direi isso a qualquer pessoa.
c) Não me refiro a esta carta.
Os três “as” propostos são apenas preposições, pois não existe artigo antes de pronomes pessoais, demonstrativos ou indefinidos.

VI PECADO: QUANDO O “A” ESTÁ NO SINGULAR E A PALAVRA SEGUINTE ESTÁ NO PLURAL.
Referimo-nos a moças bonitas.
Esse “a”é apenas preposição. Não existe artigo sobreposto a ela, se existisse, estaria no plural, para concordar com o substantivo moças, e o “s” estaria aparecendo.
Contudo, estaria correto se dissesse: Referimo-nos às moças bonitas.

VII PECADO: QUANDO ANTES DO “A” EXISTIR PREPOSIÇÃO.
Compareçam perante a justiça.
Esse “a” é apenas artigo. Não existe preposição “a” sobreposto a ele, visto que apresença da preposição “perante” repele a presença da preposição “a”: seria absurdo empregarmos duas preposições ao mesmo tempo e diante da mesma palavra!

Nota: a preposição “até” admite, facultativamente, a presença da preposição “a”: Fomos até a margem ou Fomos até à margem.
Lista das Preposições:
a, ante, após, até, com, contra, de, desde, durante, em, entre, per, por, perante, para, sob,sobre e sem.

MUITO BEM:

Perdoado dos pecados, não os cometendo mais, é bom ter ciência de que pode haver crase ou não. Para verificarmos basta substituir a palavra feminina que vem depois do “a” por outro termo, porém masculino. Feita esta substituição, duas coisas devem ser levadas em conta:

1) O a transforma-se em o:
Leu atentamente a revista. ( Leu atentamente o livro.
Nessecaso, trata-se de um simples artigo e, portanto, não haverá crase.


2) O a transforma-se em ao:
Refiro-me a menina. ( Refiro-me ao menino.
Nesse caso, trata-se de preposição + artigo e, portanto, haverá crase. Ficando assim:
Refiro-me à menina.


OBSERVAÇÕES:

1. Basta ler o binômio formado pelas palavras X e Y.
Ex.: Chegamos à conclusão de que estávamos errados.

2....
tracking img