Craniotomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1832 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário Estácio da Bahia

Faculdade de Enfermagem













CRANIOTOMIA



















Salvador

2011

mk









Centro Universitário Estácio da Bahia

Faculdade de Enfermagem









CRANIOTOMIA

Adriana Machado

Ana Carolina Melo

Camila Caribé

Fabiana Brito

Jucimária Mello

Nilmar VianaTrabalho apresentado a professora Gilmara Rocha, regente da disciplina Atenção de Enfermagem ao Paciente Cirúrgico I, do 4º semestre da Faculdade de Enfermagem, turma C/D, turno Matutino, como avaliação parcial da Unidade II de 2011.1.







Salvador

2011

SUMÁRIOINTRODUÇÃO...................................................................................................03

DEFINIÇÃO.......................................................................................................04

CAUSAS............................................................................................................05

SINAIS E SINTOMAS........................................................................................06ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PRÉ-OPERATÓRIA.................................09

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PÓS-OPERATÓRIA.................................10

DISCUSSÃO......................................................................................................12

CONCLUSÃO....................................................................................................14

REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS..................................................................16





















INTRODUÇÃO







A craniotomia é a abertura do crânio, que permite acesso ao cérebro. É realizada para controlar e/ou retirar as diversas causas, como aneurismas, abcessos, eplepsia, turmores, hemorragia, hematomas, danos à dura-mater, e principalmente aliviar a pressãointracraniana (PIC).

A craniotomia também pode ser utilizada para fins de exploração e diagnóstico. Para realizar o procedimento é necessário um diagnóstico através de exames que indiquem a área do cérebro onde as crises se iniciam e ter precisão sobre a mesma. Exames específicos como, eletroencefalografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada e testes neuropsicológicos.Orientações e informações aos pacientes são de extrema importância e fazem parte dos cuidados de enfermagem. Esclarecer o procedimento cirúrgico, o que geralmente acontece depois e o que se deve esperar no período do pós-operatório.

A assistência de enfermagem deve proceder de forma preventiva aos cuidados dos pacientes, ser atenta no período do pré-operatório e garantir explicações detalhadas enecessárias, tirar as possíveis dúvidas, principalmente para que o pós-operatório seja tranqüilo e sem complicações. O enfermeiro deve analisar e observar atentamente o histórico, os detalhes de informações passadas pelos pacientes para que junto aos exames realizados, obtenha diagnósticos precisos e forneça a assistência correta.

Essa assistência inclui monitoramento dos procedimentos de examefísico, sinais vitais, palpações, dentre outros. E também ter sensibilidade para perceber e aplicar medidas consideradas simples, como por exemplo, mudar posição do paciente no leito ou até mesmo um momento de conversa, dar atenção, mas que é muito importante para um alívio, para a melhora do paciente, contribuindo assim para sua evolução gradativa associada ao tratamento médico.

CRANIOTOMIADEFINIÇÃO





É uma incisão no crânio para obter acesso às estruturas intracranianas, que deixa o cérebro exposto para tratamento.

O cirurgião faz uma incisão na pele, retrai a camada muscular e desprende o periósteo do Crânio, faz orifícios com broca elétrica e durante as perfurações, é instilado soro fisiológico morno dentro dos orifícios, que são aspirados para remover...
tracking img