Crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2512 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4
2.1 PROCESSO HISTÓRICO DO USO DE DROGAS 4
2.2 O CRACK 5
2.3 RELAÇÃO DA URBANIZAÇÃO X POPULAÇÃO E O USO DO CRACK...............6
2.46 O ATENDIMENTO PARA O USUARIO DECRACK............................................7
4 CONCLUSÃO...........................................................................................................8

REFERENCIAS............................................................................................................9

INTRODUÇÃO

A maioria das pessoas que usam crack no Brasil é das camadas maiscarentes da população, pois é uma droga muito barata. “Existe enorme preocupação dos serviços de saúde e de responsáveis pelas políticas sobre drogas com essas pessoas, porque às suas vulnerabilidades sociais se somam agora os problemas trazidos pelo uso dessa droga”, constata especialistas.
A preocupação é ainda maior com crianças e adolescentes, já que grande parte dos usuários de crackse encontra nessa faixa etária, vulnerável socialmente.
Tanto em grandes metrópoles quantos em cidades do interior do Brasil, o consumo desse tipo de droga tem aumentado, gerando enorme preocupação. Isso tem levado a esforços no sentido de aperfeiçoar os serviços de assistência e prevenção, assim como a capacitação dos profissionais.
Mas de onde vem o uso de drogas? Quala necessidade do ser humano de usá-las? Que danos esse consumo causa no individuo, família e sociedade? É o que será explanado no decorrer do trabalho.
Ao percorrermos a história da civilização, encontramos a presença de drogas, desde os primórdios da humanidade, inseridas nos mais diversos contextos: social, econômico, medicinal, religioso, ritual, cultural, psicológico, estético,climatológico e mesmo militar. O consumo de drogas deve, portanto, ser considerado como um fenômeno, especificamente humano, isto é, um fenômeno cultural: não há sociedade que não tenha as suas drogas, recorrendo a seu uso para finalidades diferentes, em conformidade com o campo de atividades no qual se insere. Alguns autores opinam mesmo que a história do homem é aquela das drogas que consome.Como denominador comum desse uso, pode-se designar a provação deliberada de uma alteração dos estados de consciência, procurar de experiências inéditas que, globalmente, são experiências de prazer. É evidente, no entanto, que, historicamente, o uso de drogas não se reduz a uma simples procura de prazer; encarar o fenômeno dessa forma significa simplificar demasiadamente a suacomplexidade e o grande número de funções que preenche nas diversas dimensões da existência.


1. Processo Histórico do uso de drogas



Desde os primórdios da humanidade, o uso de drogas está presente nas comunidades. Porém, esse consumo muda conforme a sua utilização, suas finalidades e seu alcance. Portanto, o consumo de drogas data de tempos longínquos e abarcam questõesculturais, econômicas, políticas, religiosas e sociais.
Consumir drogas, segundo Bucher e Lucchini (1992), corresponde a uma prática milenar e universal.
“Drogas” não são exclusivamente compostos com características farmacológicas definidas, que possam ser definitivamente consideradas como boas ou más. Seus usos e sua existência abarcam questões complexas de liberdade edisciplina, angústia e prazer, religiosidade e aventura, transcendência e informação, sociabilidade e delinquência, moralidade e violência, comércio e guerra.
De acordo com estudos da cultura e da política, no seu sentido mais aberto, a existência e o uso de substâncias que causam alterações na percepção, no humor e no sentimento são uma constante, remontando a lugares remotos e a tempos...
tracking img