Controle de qualidade de madeiras na região amazônica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (558 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CONTROLE DE QUALIDADE DE MADEIRAS NA REGIÃO AMAZÔNICA
No inicio do século XX até os dias de hoje é comum a estratificação de madeiras, como é relatado na história ocorrido em Carajás (PA) até Portode Itaqui – São Luiz (MA), por causa da criação de novas ferrovias. Considerado um dos componentes fundamentais de uma ferrovia, o dormente, que em seu perfeito estado de conservação propicia aconsistência da linha e mantém as condições de segurança do tráfego.
Numa ferrovia, a dormentação de suas linhas, assim o material rodante, as obras de arte e demais equipamentos, têm de ser da melhorqualidade.
Na cidade de Belém, PA, estabeleceu-se a primeira empresa que cuidava dos negócios de dormentes. De um total de 6.000 ton. exportado, em 1917, passou para 97.000 ton. em 1930, caindo daí pordiante por dois motivos:
Com a grande demanda o aumento em 13 anos é alto, embora tenham algumas preocupações com a má seleção do produto, ou seja, o motivo de grande exportação, em um curto prazofazia com que a qualidade do produto não tivesse tanta importância na hora da estratificação, no entanto a meta era a entrega rápida no tempo estipulado sem se importar com a melhoria do processo doproduto.
Outro motivo que era de suma importância era a classificação do produto, quanto à espécie e seus aspectos. Que se tornava muito mais difícil, pois existem dormentes comuns (de proporção maior,ou seja, mais fácil acesso) e dormentes espécies (cuja qualidade era inferior ao da comum).
No momento em que a demanda aumenta a qualidade baixava e a preocupação com as demais era densa. Mas, issotambém não era o foco principal, ou seja, não eram os principais obstáculos encontrados em ferrovias de construção da estrada de ferro. Os consumidores nacionais de dormentes da região amazônica edos demais estados não aceitavam matérias com dificuldades, o que interessava eram os produtos simples.
Algumas madeiras foram escassas do Brasil, como a madeira Peroba-rosa-do-Paraná. Que hoje em...
tracking img