Contemporaneo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1035 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM LITERATURA CRÍTICA

PRICILA GUNUTZMANN

RESENHA:
O QUE É O CONTEMPORANEO?

São Paulo
2011
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM LITERATURA CRÍTICA

PRICILA GUNUTZMANN

RESENHA:
O QUE É O CONTEMPORANEO?

Trabalho apresentado para obtenção de notaparcial da disciplina: do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura Critica da PUC-SP.
Professora Dra. Maria José Palo.

São Paulo
2011
Resumo do primeiro capítulo do livro: O que é o contemporâneo?
Autor: Giorgio Agamben

No livro “O que é o contemporâneo?”, o autor, Giorgi Agamben, retoma a lição inaugural do curso de Filosofia Teorética de 2006-2007 junto à faculdade de Arte e Designdo IUAV de Veneza.
No referido tópico, observamos importantes pontos abordados pelo autor para explicitar de quem e do que somos contemporâneos.
Inicia o questionando e conceituando o que é ser contemporâneo. A primeira indicação trazida pelo autor é o ponto de vista de Nietzsche que situa sua exigência de atualidade e contemporaneidade numa desconexão e numa dissociação. Para ele, éverdadeiramente contemporâneo aquele que não coincide perfeitamente com este e nem está adequado as suas pretensões. Um indivíduo deslocado e anacrônico que é capaz, mais do que os outros , de perceber e apreender o seu tempo.
Entretanto, o autor salienta que, este homem, não pode fugir de seu tempo, ou seja, do tempo em que vive. Assim, a contemporaneidade é uma relação singular com o tempo, que adere aeste, e, ao mesmo tempo, toma distancia numa dissociação e anacronismo.
Na seqüência, Giorgi Agamben, cita a poesia “o século”de Osip Mandel’stam., que faz uma reflexão sobre a relação entre o poeta e o seu tempo. Nesta, observa-se que o contemporâneo deve olhar nos olhos do seu século-fera e soldar com seu próprio sangue o dorso quebrado do seu tempo. Ser a fratura que impede o tempo decompor-se e, ao mesmo tempo o sangue que sutura esta quebra.
O terceiro ponto explanado por Agamben é que o poeta deve manter fixo seu olhar no tempo para perceber nele não as luzes, mas o escuro. A contemporaneidade esta no tempo obscuro “(...) é justamente saber ver essa obscuridade que é capaz de escrever mergulhando a pena nas trevas do presente.” Para o autor, é necessário não se cegar nas luzesque provem da época presente para descobrir suas trevas. Contudo, a obscuridade está nas sombras que não existe sem as luzes da atualidade.
O contemporâneo é aquele que percebe o escuro de seu tempo como algo que lhe concerne e não cessa de interpelá-lo. É aquele que recebe em seu rosto o facho de trevas que provem de seu tempo.
O quarto ponto assinalado pelo autor refere-se à coragem docontemporâneo em perceber no escuro de sua época uma luz que, dirigida a nós, se distancia infinitamente de nós. (AGAMBEN, 2009.)
“(...) Ou ainda: ser pontual num compromisso ao qual se pode apenas faltar”. (ANGAMBEN, 2009. P. 65)
A contemporaneidade possui as vértebras quebradas e não pode em nenhum caso nos alcançar. O seu dorso está quebrado e nós estamos nesta fratura. Dá-se em um anacronismo quenos permite apreender o nosso tempo, que não possui um lugar no tempo cronológico. Reconhecer nas trevas do presente a luz que não pode nos alcançar, mas viaja até nós.
O autor salienta que, só pode ser contemporâneo aquele que percebe no mais moderno e recente os índices e as assinaturas do arcaico. Isto porque, arcaico, significa arké, isto é, da origem, e esta não está situada apenas num passadocronológico e não cessa de operar no contemporâneo.
Assim, ser contemporâneo, significa voltar a um presente onde jamais estivemos, haja visto que a via de acesso ao presente tem a forma de uma arqueologia, que não regride a um passado remoto.
Para finalizar, o texto afirma que ao dividir o tempo, escreve-se uma cesura nele e assim, uma descontinuidade, onde nesta interpolação do presente na...
tracking img