Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3120 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA DA CONTABILIDADE







PROFESSOR: CLAUDIO MARTINS DOS SANTOS

































I-Introdução



A contabilidade surge desde os primórdios das civilizações devido a necessidade que o homem possui de controlar, administrar e preservar seus bens , garantindo-lhe assim benefícios.

O homem primitivo vivia em pequenosgrupos e não tinha conhecimento para produzir meios para sua sobrevivência, desta forma, detinha-se a exercer a função de mero coletor de alimentos. Neste momento notamos a presença da contabilidade como uma forma de controle, uma vez que o montante acumulado demonstrava se seria necessário ou não voltar a buscar bens da natureza para garantir sua sobrevivência.

Achados arqueológicosmostram que estes registros eram feitos em lâminas de osso de rena, marcadas pela incisão de sulcos que demonstravam a quantidade de algum objeto ou alimento. Sendo assim, a característica contábil se dava apenas em caráter quantitativo.

O homem antigo já tinha como objeto o patrimônio, representado pelos rebanhos e outros bens em seus aspectos quantitativos.

Nesta época a palavra“Conta” designa o agrupamento de itens da mesma espécie.

Os primeiros sinais objetivos da existência da contabilidade, data pelos historiadores por volta de 4000 anos A.C. , onde os homens primitivos gravavam em paredes de grutas inscrições que demonstravam seu patrimônio.

Estas inscrições davam-se da seguinte forma os desenhos representavam a natureza e a utilidade do bem e osriscos que eram desenhados a frente denunciavam a quantidade. Sendo assim, o inventário exercia papel importante uma vez que, a contagem era o único método adotado para o controle dos bens.

Outro exemplo de registro contábil foi o desenvolvido pelos suméricos , babilônicos e assírios que faziam seus registros em peças de argila retangulares ou ovais, dando origem as famosas tábuas de Uruk quemediam cerca 2,5 a 4,5 cm, com faces ligeiramente convexas, onde os registros combinavam o figurativo com o numérico.

O homem começou a ter uma estrutura social mais aperfeiçoada, cultivando plantas e criando animais. Formas de governo foram se consolidando, originando uma sociedade mais organizada, causando assim, uma transformação econômica, onde o início da agricultura e odesenvolvimento das forças de produção originaram o excedente.

Este excedente da produção vez com que o homem desenvolvesse novas formas de registro para manter o controle do produto do seu esforço, inclusive no sentido de relacionar direitos e dívidas assumidos pelo comércio praticado. Evidências deste fato foram constatadas por descobertas arqueológicas feitas no oriente Próximo que indicam autilização de um sistema contábil realizado por registros gravados em fichas de barro.

O desenvolvimento do papiro (papel) e do cálamo (pena de escrever) no Egito antigo facilitou o registro das informações, dando origem aos livros contábeis que usavam como princípio a lógica matemática, onde A=B, ou seja, Débito=Crédito, sendo débito = efeito e Crédito = causa.

Surge nesta época asprimeiras administrações particulares, aumentando a necessidade de um controle que fosse devidamente registrado.

Registra-se que as escritas governamentais da República Romana (200 a.C.) já apresentavam receitas de caixa classificadas em rendas e lucros, e as despesas compreendidas nos itens salários, perdas e divisões.

Os gregos, baseando-se em modelos egípcios, 2.000 anosantes de Cristo, já escrituravam Contas de Custos e Receitas, procedendo, anualmente, a uma confrontação entre elas, para apuração do saldo. Os gregos aperfeiçoaram o modelo egípcio, estendendo a escrituração contábil às várias atividades, como administração pública, privada e bancária.

Com o desenvolvimento do comércio surge a necessidade de desenvolver a escrituração contábil, fazendo...
tracking img