Contabilidade senac

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CONTRATO SOCIAL DE CONSTITUIÇÃO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA LIMITADA

DGV ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os abaixo-assinados:


MARCIA DA SILVA, brasileira, São Paulo - SP, solteira, empresária, portadora do CPF MF 252.222.333-44 e da RG 52.226.999-99 SSP SP, residente e domiciliada nesta Capital do Estado de São Paulo á Rua Novenº 111 lote 2 bloco H ap 23, Itaim Paulista CEP 08110-010 e;
CLEONOR COTO, brasileiro, São Paulo – SP, casado em regime de comunhão parcial de bens, empresário, portador do CPF MF 111.222.333-44 e da RG 48.999.955-8 SSP SP, nesta Capital do Estado de São Paulo á Rua Emilio nº 14 casa 01 Vila Galvão CEP 03320-000,







resolvem constituir uma sociedade limitada, nos moldes da Leino 10.406/2002, mediante as seguintes cláusulas e condições:

Cláusula 1ª - A sociedade girará sob o nome empresarial DVG ASSESSORIA CONTABIL LTDA. e terá sede e domicílio RUA DAS FLORES Nº 1433 VILA VERA CEP 03325-010 SP
(art. 997, II, CC/2002)

Parágrafo único: Observadas as disposições da legislação aplicável, a sociedade poderá a qualquer tempo, abrir filiais ou outras dependências,mediante alteração contratual.

OBJETO SOCIAL

Cláusula 2ª - O objeto da sociedade PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÁBEIS.

Cláusula 3a - O capital social será R$ 50.000,00 (Cinqüenta mil reais) dividido em quotas de valor nominal R$ 1,00 (Um real), subscritas pelos sócios, da seguinte forma: (art. 997, III, CC/2002) (art. 1.055, CC/2002)


Nome Quota Valor


MARCIA DASILVA 25.000 R$25.000,00

CLEONOR COTO 25.000 R$25.000,00

Total 50.000 R$50.000,00



Parágrafo Primeiro - Os sócios integralizam neste ato, em moeda corrente do país, o valor total das quotas subscritas (art. 1.052, CC/2002)

Parágrafo Segundo - A responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas, mas todos respondemsolidariamente pela integralização do capital social. (art. 1.056, art. 1.057, CC/2002)

PRAZO DE DURAÇÃO E INÍCIO DAS ATIVIDADES

Cláusula 4ª - O prazo de duração da sociedade é indeterminado, sendo que serão iniciadas suas atividades a partir da data do registro deste contrato social no Registro Público de Empresas Mercantis. (art. 997, II, CC/2002)

DA ADMINISTRAÇÃO

Cláusula 5ª - A administraçãoda sociedade caberá a todos os sócios, em conjunto ou separadamente, com poderes e atribuições de realizarem todas as operações para a consecução de seu objetivo social, representando a sociedade ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente. Os administradores ficam autorizados a usarem o nome empresarial, vedado, no entanto, o uso em atividades estranhas ao interesse social ou assumirobrigações, seja em favor de qualquer dos quotistas ou de terceiros, bem como onerar ou alienar bens imóveis da sociedade, sem autorização dos outros sócios. (artigos 997, Vl; 1.013. 1.015, 1064, CC/2002)


Parágrafo único - O(s) Administrador(es) declara(m), sob as penas da lei, de que não está(ão) impedidos de exercer a administração da sociedade, por lei especial, ou em virtude de condenaçãocriminal, ou por se encontrar(em) sob os efeitos dela, a pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos; ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, ou contra a economia popular, contra o sistema financeiro nacional, contra normas de defesa da concorrência, contra as relações de consumo, fé pública, ou a propriedade. (art. 1.011, § 1º,CC/2002)


Cláusula 6ª - Fica facultado ao(s) administrador(es), atuando em conjunto, nomear procuradores para um período determinado, nunca excedente a um ano, devendo o instrumento de procuração especificar os atos a serem praticados pelos procuradores.



RETIRADA "PRO LABORE" E PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E PERDAS

Cláusula 7a - Os sócios, no exercício da administração da sociedade,...
tracking img