Contabilidade nacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1414 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Economia Portuguesa na Atualidade |
Recursos Humanos |
|
|
|
|
08-06-2012 |
|

Nome da escola: Escola Secundária Dr. Serafim Leite

Disciplina: Economia

Nome do professor: António

Tema: Módulo 8 – A Economia Portuguesa na Atualidade
Subtema: Recursos Humanos - Taxa de Retenção e de Abandono Escolar

Autor:

Data de entrega: 8 de Junho de 2012

ÍndiceIntrodução 4

Insucesso e Abandono Escolar em Portugal 5

Taxa de Desemprego em Portugal 8

Despesas com a Educação 9

Conclusão 10

Bibliografia 11



Introdução

A economia dos recursos humanos pode ser definida como sendo a aplicação dos princípios da economia do trabalho a problemas que ocorrem dentro da firma e fora de uma firma, ou de um serviço publico e que estãorelacionados ao mercado interno de trabalho. Este é um campo que tem crescido em importância dentro da moderna economia do trabalho, tanto do ponto de vista teórico, empírico, bem como sua relevância prática para administração e estratégia competitiva.

A economia dos recursos humanos (personnel economics) representa uma nova tendência de pesquisa e aplicação da teoria económica relacionada ao mercadode trabalho que procura concentrar-se no que ocorre no mercado de trabalho, e procura analisar as organizações e os problemas relacionados com a administração dos recursos humanos combinando rigorosas teorias económicas e evidências empíricas.
A economia dos recursos humanos é capaz de prover um modo rigoroso, e em muitos casos, superior a outros campos no que diz respeito às questões dosrecursos humanos do que as abordagens sociológicas e psicológicas.

Insucesso e Abandono Escolar em Portugal

Abandono escolar? Insucesso?
Nos dias de hoje ir a escola parece uma coisa normal para muitos de nós, mas na realidade ainda existe muito abandono escolar e não só existe também o insucesso.
Como se pode verificar neste gráfico:
* Estes dois fenómenos estão associados, a retençãoescolar geralmente precede ao abandono
* Os pontos críticos da retenção são: 2º, 4º, 7º, 10º e 12º, os anos com taxas mais elevadas de retenção escolar são no ensino secundário.
* As taxas de abandono são insignificante no 1º ciclo, mas revela-se crescentes nos ciclos seguintes. Porém acentuam-se de forma marcante nos anos seguintes à passagem do 5º para o 7º e do 7º para o 10º
* Entre 1994e 1995 para 1996 e 1997 destaca-se um agravamento

Recentemente foram publicadas as informações para os anos mais recentes que me permite apresentar dados mais atualizados e perceber a dinâmica destes dois fenómenos educativos no recenseamento geral da população, relativo ao ano de 2001, puderam ser extraídos três indicadores fundamentais:

* Taxa de abandono escolar - Total deindivíduos, no momento censitário, com 10 a 15 na os que não concluíram o 3º ciclo e não se encontram a frequentar a escola, por cada 100 indivíduos do mesmo grupo etário

* Taxa de saída antecipada – Total de indivíduos, no momento censitário, com 18 a 24 anos que não concluíram o 3º ciclo e não se encontram a frequentar a escola, por cada 100 indivíduos do mesmo grupo etário

* Taxa de saídaprecoce – total de indivíduos, no momento censitário, com 18 a 24 anos que não concluíram o ensino secundário e não se encontram a frequentar a escola, por cada 100 indivíduos do mesmo grupo etário

Estes resultados apurados podem ser sintetizados de várias maneiras, uma delas pode ser num quadro onde se consegue expor de maneira igual os valores reportados ao recenseamento de 1991:

Taxa deabandono entre 10 a 15 anos

Idades | 1991 | 2001 |
10 | 3.5 | 0.0 |
11 | 4.2 | 1.4 |
12 | 5.0 | 1.7 |
13 | 9.9 | 2.2 |
14 | 19.5 | 3.4 |
15 | 29.2 | 7.1 |
Total: 10-15 | 12.5 | 2.7 |

Como se trata de uma avaliação de escolaridade obrigatória, o facto de existirem taxas de abandono de 2,7% é preocupante, nomeadamente quando se constata que são os últimos anos que mais...
tracking img