Contabilidade de custos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1584 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A Gestão Estratégica de Custos (GEC) começou a ganhar força no início da década de 80 devido à qualidade dos produtos japoneses que ganhavam força no mercado na época, o que levou a indústria americana a investir mais na qualidade de seus produtos para competir no mercado. Diferente da Gestão Tradicional (GT), que visa somente a venda do produto ao cliente, a GEC temtoda uma preocupação de satisfação do cliente e qualidade do produto pós-venda.

A GEC atenta para descobrir, identificar o custeio por cada atividade da organização, ou seja, quanto cada atividade consome para produzir cada produto. A GEC não usa apenas dos Custos Fixos e Custos Variáveis para determinar custos, utiliza também um fator muito importante que influência nos custos, que éa Qualidade. Qualidade e Custos estão diretamente associados na produção, e investir no Custo de Qualidade do produto é fundamental para diminuir custos, pois quanto maior o nível de qualidade menor será o custo. A GEC trata o Custo de Qualidade como um dos principais fatores de competitividade do mercado, analisando também o fator qualidade do concorrente.




DESENVOLVIMENTO1. CUSTOS DA QUALIDADE

Custos da Qualidade são todos os custos associados ao produto como um todo, desde o seu momento pré-fabricação – a concepção e projeto do produto, até o pós-venda - a preocupação na satisfação do cliente em relação à instalação, utilização, manutenção, garantia, descarte. A antiga gestão, a Gestão Tradicional, não preocupava-se com o pós-venda, a únicaimportância era a venda, saber a satisfação e opinião do cliente em relação ao produto adquirido e possíveis garantias posteriores vieram com a GEC.

Feigenbaum define custos da qualidade como aqueles custos associados com a definição, criação e controle da qualidade, assim como a avaliação e retroalimentação da conformação da qualidade, garantia e requisitos desegurança, e aqueles custos associados com falhas nos requisitos de produção e depois que o produto já se encontra nas mãos do cliente. Estes custos estão relacionados com a satisfação total do cliente. (FEIGENBAUM, 1990, p.63)

Os custos de controle são aqueles necessários para garantir que o produto saia perfeito. Já os custos da falha de controle são devidos a falhas que podem serdetectadas na linha de produção, antes que o produto saia da empresa ou mesmo depois que o produto já se encontra no mercado. A seguir apresentar-se-á a classificação dos custos da qualidade segundo o modelo de Feigenbaum:
2.2 QUALIDADE X CLIENTES

Quem determina o produto não é a indústria, executivos ou engenheiros, quem determina o produto é o cliente. A necessidade do cliente emsempre ter um maior conforto, praticidade, segurança, garantia, é que move o mercado e gera a concorrência entre as indústrias. O cliente é quem determina os itens e funções de seus produtos, as indústrias apenas os constroem. Esse pensamento de QUALIDADE X CLIENTE é um dos eixos do pensamento de Csillag (1991), para quem a visão do consumidor é determinante na concepção de um produto. Para o autor,um produto de qualidade é aquele que atenda as necessidades do cliente e que esteja dentro de sua possibilidade de aquisição, isto é, preço justo, pois o valor corresponde ao menor sacrifício ou dispêndio de recursos para o desempenho de determinada função, tanto para o fabricante quanto ao usuário. O valor do cliente é a razão entre o desempenho das funções do produto e o seu preço.2.2.1 A SATISFAÇÃO DO CLIENTE

As necessidades dos clientes tendem a mudar constantemente, isso faz com que as empresas acompanhem essas mudanças cada vez mais rápido e mais de perto, e se possível, se anteciparem à essas mudanças para manter uma vantagem no mercado. Essas necessidades devem ser traduzidas para a empresa, foi o que disse Crosby (2011), para satisfazer o cliente...
tracking img