Contabilidade basica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS.

GOMAR DE OLIVEIRA BUENO









A HISTÓRIA DA CONTABILIDADE NO BRASIL:
Uma resenha crítica












Campos Novos
2009
GOMAR DE OLIVEIRA BUENO











A HISTÓRIA DA CONTABILIDADE NO BRASIL:
Uma resenha críticaTrabalho de produção textual apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Contabilidade Básica do Curso de Graduação em Ciências Contábeis.


Orientador: Prof. José Manoel da Costa















Campos Novos
2009
A HISTÓRIA DA CONTABILIDADE NO BRASILGomar de Oliveira Bueno ¹


Cleide Carneiro Alves da Silva²

Resumo:


Este trabalho apresenta a evolução da Contabilidade no Brasil, desde a época colonial, com a vinda da Família Real até os acontecimentos contemporâneos. Sendo relatadoimportantes dados históricos, leis e decretos que ajudaram na abordagem e no desenvolvimento do tema Visando descrever fatos da história da Contabilidade brasileira.


Palavra Chave: História, Contabilidade, Brasil.



A Contabilidade da Época do Colonial ao Brasil Império

No Brasil a história da contabilidade iniciou no período Colonial. Com o desenvolvimento da sociedade e ocontrole contábil, além do desenvolvimento das primeiras Alfândegas, em 1530.
Em 1549, cria-se os armazéns alfandegários. Então Portugal nomeou Gaspar Lamego como primeiro Contador Geral do Brasil, atuando na área pública.
Em 1679, com a Carta Régia cria-se a Casa dos Contos, responsável por processar e fiscalizar as receitas e despesas do Estado. Com o respaldo da chegada da Família Real aoBrasil em 1808, proporcionando o desenvolvimento sócio econômico e cultural, na colônia, passando a exportar produtos pra vários países, além de Portugal.
A criação do Banco do Brasil, a criação do papel moeda, a criação da Imprensa e do primeiro jornal do Brasil, a criação do Museu Nacional e da Biblioteca Nacional, foram algumas das marcas do desenvolvimento.
O desenvolvimento socialprovocou um aumento nos gastos, exigindo maior controle das contas públicas e receitas do Estado. Assim surgiu a instalação do Erário Régio, o processo de escrituração contábil nos órgãos públicos tornou-se obrigatório em Portugal. Já no Brasil ocorreu no ano de 1808, elaborado pelo Príncipe Regente D. João VI, conforme dispõe parte do texto da carta.

Para o método deEscrituração e fórmulas de Contabilidade de minha real fazenda não fique arbitrário a maneira de pensar de cada um dos contadores gerais, que sou servido criarem para o referido Erário: - ordeno que a escrituração seja mercantil por partidas, para ser a única seguida pelas nações mais civilizadas, assim pela sua brevidade, para o manejo de grandes somas como por ser mais clara e a que menos lugar dá a erros esubterfúgios, onde se esconde a malícia e a fraude dos prevaricadores.




A partir disso o processo de escrituração das contas só poderia ser feito por profissionais que estudassem aulas de comércio, No Brasil inicaram em 1808 através de decreto do príncipe regente, seguindo modelos de Portugal. Sendo oficializadas em 1809 com o Alvará de 15 de julho, com nomeação do Sr. José AntonioLisboa, sendo ele o primeiro professor de Contabilidade do Brasil.
Em 1902 foi fundada a Escola Prática de Comércio, com a missão de formar profissionais com excelência de ensino, existente até hoje como: Escola de Comércio Álvares Penteado.
Já com a necessidade de maior arrecadação tributária, surgiu em 1843 a primeira tentativa de implantar o imposto de renda Segundo Martins e Silva...
tracking img