Comunidades globais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4991 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Comunidades Globais: A construção de comunidades imaginadas na Era da Informação Adriano Carlos de Almeida 1 Ana Louise de Carvalho Fiúza 2 Sheila Maria Doula ² Neide Maria de Almeida Pinto ²

Resumo Pensar em comunidade nos dias atuais traz intrínseca a necessidade de serem compreendidas as formas como este mundo moderno tem se configurado. O que propomos neste breve ensaio é pensar asrepresentações em torno da ideia de comunidade, a partir dos paradigmas que elegem a descentralidade do sujeito do mundo contemporâneo, procurando contrapô-los às perspectivas teóricas que se baseiam na permanência no mundo atual do sistema de dádivas, de relações estruturadas e de uma dimensão nãoutilitarista da convivência social. Palavras-chave: Comunidade, desenraizamento, tecnologia da informação,alta-modernidade. Abstract Thinking about community nowadays brings intrinsic the necessity to understand the ways in which this modern world has been configured. What we propose in this brief essay is to think the representations around the idea of community from the paradigms that elect the decentralization of the subject in the contemporary world, seeking to confront them with the theoreticalperspectives that are based in the continuity of Gifts System in the world nowadays, of structured relations and a non-utilitarian dimension of social interaction. Keywords: Community; uprooting; information technology; high-modernity.

1 Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Viçosa, Mestre em Extensão Rural pela mesma Universidade, pesquisador do Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística – IBGE e pesquisador vinculado ao Núcleo de Estudos e Pesquisas da Contemporaneidade – Nepcon. 2 Professora Adjunta da Universidade Federal de Viçosa.

1

1. Introdução Pensar em comunidade nos dias atuais traz intrínseca a necessidade de serem compreendidas as formas como este mundo moderno tem se configurado. O conceito de comunidade se inscreve dentro de umasociedade percebida por diversos teóricos como fragmentada e incerta. As representações criadas acerca da ideia de comunidade evocam sobre si relações de proximidade ou de estreitamento de laços, mais do que isso, seria possível falar em formas de pertencimento. As questões que advêm estão sempre relacionadas a como pensar em tais conceitos na sociedade que emerge diante dos nossos olhos. Caracterizadapor alguns autores por sua fluidez e sua transitoriedade, a sociedade contemporânea parece romper muitos elos de pessoalidade, pautados sobre as relações de vizinhança e de família, relações de integração. Tais vertentes teóricas tendem a criar representações dos humanos atuais como seres circunscritos por um desenraizamento voraz das formas de existência e pela descentralidade dos valores. O homemdo mundo contemporâneo aparece como pertencente a nada, “bebendo” de seus valores em fontes multivariadas. Mas se as formas de pertencimento se situam como múltiplas e frágeis na alta-modernidade, como os indivíduos têm conseguido estabilidade em uma era marcada pela incerteza e pelo vazio das formas de existência, outrora, dados pelas relações sociais estreitas nos laços cotidianos? Serão estascomunidades capazes de resistir ao colapso de dispersão teorizado por alguns autores? Ou o que falamos hoje é de uma representação de comunidade ressignificada no contexto da sociedade global e que se ancora em outras formas estabelecidas de pertencimento social? Passando por teóricos como Zigmunt Bauman (2003), Castells (2002), Antony Giddens (1991) e Benedict Anderson (2005), tentaremos esboçardiferentes perspectivas para pensar as formas de pertencimento em torno da ideia de comunidade no mundo contemporâneo. De que maneira tais sujeitos vivem no mundo atual e como têm conseguido uma estabilidade no universo social, são questões ainda em andamento. As várias análises teóricas sobre a alta-modernidade são elas mesmas, por vezes, fluidas e contraditórias entre si. Diante de tais...
tracking img