Compra e venda de cabelos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1334 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Com o crescente número de pessoas que fazem extensão no cabelo, a compra de cabelo humanoestá se tornando um negócio em escala mundial. Existem empresas que compram cabelo humano de pessoas no Leste Europeu, Índia, China e os revendem para grandes metrópoles como Nova Iorque, Paris, Roma, etc.
Da origem, em geral na cabeça de um mulher, até um grande salão em uma dessas cidades, o cabelo humanosofre um aumento de mais de 3.000%
O cabelo humano mais difícil de se obter é o louro e grande parte deles vem dos países do Leste Europeu, de suas partes mais pobres.
Abaixo mostramos como ocorre todo o processo de compra de cabelo humano louro na Russia e também falamos um pouco do mercado de cabelo humano no Brasil.
Compra de cabelo humano – Russia
A estrada que leva à cidade de Mosal’sk éuma pista esburacada que passa por aldeias de chalés e terras devolutas que demonstram a pobreza que assola esta parte da região central da Rússia há mais tempo do que qualquer um consegue imaginar.
Mas em uma rua na qual gansos caminham por poças de lama, uma loja armazena caixas e mais caixas da principal riqueza da região: cabelos humanos naturalmente louros. Para a indústria mundial dabeleza, este tesouro vale ouro.
Os compradores de cabelo humano, na sua maioria ambulantes russos e ucranianos que os vendem a processadores de cabelo como Kuznetsov, atuam em regiões pobres como esta. Com dinheiro na mão, eles pagam pequenas quantias pelos cabelos de mulheres que muitas vezes têm poucas alternativas econômicas.
Muito procurado para a fabricação de perucas, o cabelo humano agora temmaior demanda particularmente por causa de procedimentos de extensão de cabelos em países mais ricos. Cabelos escuros são mais abundantes na Índia e na China, mas louros e outros tons claros são valorizados por sua relativa escassez e porque eles são mais fáceis de se equiparar com tintura a quase qualquer tom natural.
O maior mercado de cabelos é os Estados Unidos, onde milhares de salões debeleza oferecem extensões. Mulheres afro-americanas há muito usam extensões de cabelo, mas a tendência entre as mulheres com cabelos mais claros tem sido popularizada por celebridades como Jessica Simpson e Paris Hilton.
A Great Lengths, empresa italiana e principal fornecedora de cabelos para os Estados Unidos, estimou o mercado americano de varejo para as extensões de cabelo em US$ 250 milhõesanuais, ou cerca de 3% do mercado. O preço médio é de US$ 439, de acordo com uma pesquisa realizada em 2009 pela American Salon Magazine, embora o procedimento possa custar milhares de dólares em salões de elite.
O negócio também está crescendo na Europa. Estima-se que 20% do cabelo russo seja usado internamente, pela mulheres de Moscou e São Petersburgo.
A compra de cabelo humano louro não é algonecessariamente novo, tendo seguido um caminho de desenvolvimento econômico nas últimas décadas, passando da Europa Ocidental na década de 1960 e 1970, pela Polônia nos anos 1980 e chegando à Ucrânia e à Rússia após o colapso da União Soviética em 1991. Mas conforme mais mulheres de cabelos claros escalam a escada econômica, a busca por louras pobres dispostas a abrir mão de suas madeixas tornou-secada vez mais difícil.
"Não é difícil entender por que as pessoas na Ucrânia vendem seus cabelos cem vezes mais frequentemente do que as pessoas na Suécia", disse David Elman, co-proprietário da Virgin Raw Hair Co., uma importadora com sede em Kiev, na Ucrânia, em uma entrevista por telefone.
"Elas não estão fazendo isso por diversão. Geralmente, apenas pessoas que têm dificuldades financeirastemporárias em regiões de economia fraca vendem seus cabelos".
Em Mosal’sk, uma trança de 40 centímetros, o comprimento mínimo aceito por um comprador, vale US$ 50.
Natalya N. Vinokurova, 26, cresceu nas proximidades de Yukhnov, uma cidade onde a metade dos lares não tem água encanada e o salário médio mensal é de cerca de US$ 300. O pouco dinheiro obtido com a agricultura acabou com a União...
tracking img