Comportamento maturacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5053 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
24

3. A relação mãe-bebê: uma visão winnicottiana
“O mundo despedaça todas as pessoas e,
posteriormente, muitos se tornam fortes nos
lugares partidos”
Hemingway em Farewell to Arms

A teoria de Winnicott nos remete à compreensão dos estágios mais primitivos
do desenvolvimento emocional do ser humano. Em sua prática, como pediatra e
psicanalista, constatou que boa parte dos problemasemocionais parecia encontrar
sua origem nas etapas precoces do desenvolvimento. Pode-se dizer que o cerne de
PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0115546/CA

seus estudos concentrou-se na relação mãe-bebê, pois para ele as bases da saúde
mental de qualquer indivíduo são amoldadas na primeira infância pela mãe,
através do meio ambiente fornecido por esta (Winnicott, 1948). O ambiente tem
umainfluência decisiva na determinação do psiquismo precoce. Em seu trabalho,
dois caminhos são focalizados e freqüentemente se intercruzam. Um deles diz
respeito ao crescimento emocional do bebê e o outro refere-se “às qualidades da
mãe, suas mudanças e o cuidado materno que satisfaz as necessidades específicas
do bebê” (Valler, 1990:155).
3.1. A dependência e a relação mãe-bebê
Ao longo de toda asua obra, percebe-se que Winnicott preocupou-se em
afirmar que não pretendia instruir as mães sobre o que têm que fazer com seus
bebês, pois acredita na capacidade que toda mãe tem para cuidar bem de seu filho
e ressalta que esta faz seu trabalho simplesmente sendo devotada (mãe devotada
comum). A palavra devoção significa uma adaptação sensível e ativa às
necessidades de sua criança;necessidades que no início são absolutas (Winnicott,
1948, 1952).
“There is not such a thing as a baby” (“Não existe essa coisa chamada
bebê). Para esse autor, um bebê não pode existir sozinho, mas é parte de uma
relação. Sempre que encontramos um bebê, encontramos a maternagem, pois “um
bebê não pode ser pensado sem a presença de alguém que lhe exerça a função de

25
mãe e sem um ambiente, poresta última criado, onde possa evoluir e desenvolver
seu potencial de crescimento e amadurecimento” (Coutinho, 1997: 98).
No estudo de bebês a palavra-chave é dependência. Os bebês só começam
a ser sob certas condições e no início, como a dependência é absoluta, eles
precisam de uma mãe que esteja tão identificada com eles, que seja capaz de
atender prontamente às suas necessidades. Os bebêsvêm a ser de modos
diferentes conforme as condições sejam favoráveis ou desfavoráveis. Com o
cuidado recebido da mãe a continuidade da linha da vida do bebê se mantém e ele
experiencia uma “continuidade do ser” (Winnicott, 1960). O processo de
amamentação, os espaços de tempo entre as mamadas, o tempo entre uma forma
de segurar e outra vão “construindo um registro de continuidade de um serque é

PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0115546/CA

mantido, respeitado, não invadido. Não ser invadido significa ser compreendido a
partir do que poderíamos chamar de ‘visão de mundo do bebê’, o que é possível
pela adaptação ativa do meio maternante” (Guimarães, 2001: 29). Se a mãe
proporciona uma adaptação suficientemente boa, a linha de vida da criança é
perturbada muito pouco porreações à intrusão. A falha materna prolongada
provoca fases de reação à intrusão e as reações interrompem o ‘continuar a ser’ do
bebê, gerando uma ameaça de aniquilamento (Winnicott, 1978). Todas as
experiências que afetam o bebê são armazenadas em seu sistema de memória,
possibilitando a aquisição de confiança no mundo, ou pelo contrário, de falta de
confiança (Winnicott, 1999).
Além daimportância atribuída ao ambiente, Winnicott (1999) ressalta
também a importância da herança, ou seja, o potencial que o ser humano traz
consigo ao nascer tanto do ponto de vista físico quanto emocional. Para o autor,
no momento do nascimento, o bebê é dotado de um complexo anatômico e
fisiológico, de motilidade, de sensibilidade e, junto a isso, de um potencial para o
desenvolvimento da parte...
tracking img