Como sugiu cabeleireiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Almeida Garrett
.


Garrett foi o grande impulsionador do teatro em Portugal a partir do Romantismo. Propôs a edificação do Teatro Nacional e a criação do Conservatório. Com admirável persistência, Garrett não desistia. Em 1816 inscreveu-se na Faculdade de Leis e tomou contacto com os ideais liberais. Em 1843 começou a publicar as “Viagens na Minha Terra”. Foi o homem que deu à línguaportuguesa o preceito de modernidade. “A língua moderna no País começa com Garrett”, diz António Mega Ferreira, presidente da Fundação Centro Cultural de Belém.
Escritor e dramaturgo romântico, Almeida Garrett foi o fundador do teatro moderno português. “A presença de Garrett mudou a nossa literatura”, afirma, perentório, Fernando Pinto do Amaral, escritor e professor universitário. “Foi um autor quedeixou sementes.” Garrett foi o grande impulsionador do teatro em Portugal a partir do Romantismo. Foi ele que propôs a edificação do Teatro Nacional de D. Maria II e a criação do Conservatório. “A situação do teatro no País foi radicalmente alterada pela presença de Garrett. Ele lançou as bases do teatro virado para as preocupações de uma sociedade cada vez mais alfabetizada e atenta.”
JoãoBaptista da Silva Leitão, a que só depois acresceram os apelidos com que se notabilizou, nasceu a 4 de Fevereiro numa casa da velha zona ribeirinha do Porto, não longe da alfândega onde o pai possuía o cargo de selador-mor. A 10 de Fevereiro foi batizado na igreja de Santo Ildefonso, filho segundo, entre cinco irmãos, de António Bernardo da Silva e de Ana Augusta de Almeida Leitão, família burguesaligada à atividade comercial e proprietária de terras na região portuense e nas ilhas açorianas.
A infância foi repartida pela Quinta do Castelo, para onde a família se transferiu, e a do Sardão, ambas ao sul do Douro, no concelho de Gaia. Viveu a adolescência na ilha Terceira, fugindo das Invasões Francesas, destinado à carreira eclesiástica, entre a escola régia do padre João António e as aulasdo erudito Joaquim Alves, a que a aprendizagem no seio familiar dava sequência.
Em 1816, tendo regressado ao continente, inscreveu-se na Faculdade de Leis. Foi aí que entrou em contacto com os ideais liberais. Em Coimbra, organizou uma loja maçónica, que será frequentada por alunos da Universidade, como Manuel Passos. Em 1818 começou a usar o apelido Almeida Garrett, assim como toda a suafamília.
Garrett é, sem dúvida, uma das maiores figuras do romantismo português. “Foi um homem que arriscou tudo. Um dos únicos portugueses que, depois de fazer uma coisa bem-feita, não teve receio de enfrentar o segundo, terceiro, quarto desafio”, afirma António Mega Ferreira, presidente da Fundação Centro Cultural de Belém e seu admirador confesso. “Garrett foi um homem que se investiu totalmente. Éo herói romântico.”
Participou entusiasticamente na revolução de 1820, de que parece ter tido conhecimento atempado, como sugere a poesia “As férias”, escrita em 1819. Enquanto dirigente estudantil e orador, defendeu com chama o vintismo, escrevendo um “Hino Patriótico” recitado no Teatro de São João. “Garrett é o herói romântico também no sentido bélico do termo. Ele é um homem que investe naluta. É obrigado a exilar-se mais de uma vez devido ao seu envolvimento nas lutas e no partido liberal”, conta Mega Ferreira.
Almeida Garrett foi um português interventivo, em várias facetas da vida. Cultivava o vício da paixão como método implacável. Era um sedutor. Talvez por isso provoque sentimentos ambivalentes. “A figura de Garrett é marcada por um certo gosto exibicionista”, explicaFernando Pinto do Amaral. “Ligava muito, por exemplo, à indumentária.
De certa forma era um dandy, gostava de se vestir bem, de impressionar homens e mulheres. Há nele uma vaidade exterior que, mais de 150 anos depois, temos tendência a perdoar, porque tudo aquilo correspondia a uma encenação.” O que este especialista defende é que Garrett encenava a sua própria personagem. “Garrett é um herói...
tracking img