Como nasceu o cristianismo?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3614 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
História do Cristianismo VI
Maurício Júnior

Aula 6 - O Cristianismo Primitivo
O Começo do Cristianismo
A Doutrina Secreta
A Expansão do Cristianismo
A Vida dos Cristãos Primitivos

1 - O Começo do Cristianismo
A história de Jesus não termina com a sua morte, mas continua com a fé dos cristãos na sua ressurreição, que transcende a ciência histórica. Não é um fato que pertencesimplesmente ao passado, é atual, ultrapassa os limites da história. Os primeiros cristãos viviam desta fé: "Agora o Cristo ressuscitou, primícia daqueles que dormem"(1 Coríntios 15, 20). A morte e a ressurreição de Jesus constituem o ponto central da mensagem do Novo Testamento. Através delas é que Deus anunciaria e realizaria a salvação dos homens e do mundo. A morte e a ressurreição de Jesus representam,para os cristãos, um acontecimento único e definitivo: o "evento Jesus Cristo". Na verdade, todo o Novo Testamento e toda a teologia cristã limitam-se a desenvolver o significado desse evento de Cristo. Assim, se Jesus Cristo é o centro da verdadeira profissão de fé cristã, a cristologia é o centro vital de toda a teologia cristã.

O fundamento de todas as reflexões teológicas cristãs é aunião hipostática, união da natureza divina e da natureza humana numa só e mesma pessoa: "Ensinamos que Ele é perfeito na divindade, perfeito na humanidade, verdadeiro Deus e verdadeiro homem" (Concílio de Calcedônia, 421 d.C.).

A partir da fé na ressurreição de Jesus, o grupo disperso dos discípulos se recompõe e, na espera de sua volta iminente, torna-se a Igreja. Os seus lábios se abrem eproclamam, no Espírito do Senhor ressuscitado, "as grandezas de Deus" (Atos 2, 11). O seu testemunho suscita novos crentes, mas renova também a oposição e as perseguições. Tem início a história da Igreja, da sua missão e expansão para além dos confins da Palestina, em todo o mundo. Uma história rica de conflitos e de tensões, na qual o mundo se defronta com o Evangelho, mas também a Igreja se encontracom o mundo, obrigada a apresentar a mensagem de Jesus Cristo em formas e em línguas sempre novas. História de ações e reações, de fidelidade e infidelidade, de intuições e erros, de vitórias e fracassos entre os povos e no coração dos homens. Tudo isso é ainda, aos olhos da fé, a história de Jesus Cristo e do seu poder, mas também a história da sua paixão e morte que não termina jamais.

Ocristianismo nasceu na Palestina, que estava em grande ebulição, quando foi oficialmente anexada por Roma em 6 d.C. Existiam então muitas seitas, algumas espirituais e outras políticas, que esperavam o Messias, o Salvador prometido, que os livraria do domínio romano.

O Império Romano foi bastante tolerante em assuntos religiosos enquanto as novas crenças não atentavam contra os princípios doEstado romano, e os conflitos que teve com religiões estrangeiras foram mais de ordem política que espiritual.

O fundador do cristianismo, Jesus de Nazaré, começou a pregar que "o Reino de Deus estava próximo", mensagem que muitos judeus esperavam. Multidões o seguiram, porém as autoridades judaicas suspeitaram dele e seus seguidores diminuíram. Depois de pregar seus ensinamentos por três anos, foidetido, julgado e crucificado pela autoridade romana. Apesar disso, a fé cristã começou a se propagar, embora inicialmente se limitasse a um contexto essencialmente judaico.

Paulo de Tarso, judeu converso, ampliou o âmbito do cristianismo pregando nas ilhas do Egeu, Ásia Menor, Grécia, Itália, etc., onde existiam comunidades judaicas, que nem sempre se convertiam. Muitas vezes explodiramrevoltas contra o cristianismo, chegando estas comunidades a se separarem irremediavelmente quando os cristãos não apoiaram a revolta judaica em 66 d.C. O número de convertidos crescia à medida que se deteriorava a situação econômica do império, e adquiria mais seguidores nos centros urbanos do que no campo, já que neste conservavam-se as crenças pagãs.

Antióquia, considerada o berço do...
tracking img