Comercio exterior

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4221 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COMÉRCIO EXTERIOR - padrões das trocas internacionais
Na análise do comércio internacional, é de fundamental relevância a constatação dos determinantes do comércio. Entender o porquê da existência de comércio entre as nações, seus fundamentos básicos, o padrão de comércio, quais os preços das exportações/importações, que quantidades são ou poderiam ser exportadas/importadas, quais são asdiretrizes determinantes da política comercial dos países. Estes são alguns dos questionamentos básicos quando dos estudos das teorias do comércio internacional. As teorias buscam justamente demonstrar o porquê da existência do comércio e quais seus benefícios reais e seus custos para o crescimento econômico da nação.
Dadas as complexidades dos temas e a influência de variáveis heterogêneas, não épossível obtermos uma teoria geral e única do comércio internacional. É importante, por isso, termos um balanço dos diferentes enfoques teóricos do comércio internacional.
um conceito-chave para o estudo das teorias do comércio internacional é o de vantagem comparativa: nos revela que o comércio internacional será benéfico para os países mesmo se um determinado país possa produzir mais eficientemente,em relação aos demais, todos os produtos que consome.
AS “PRINCIPAIS” TEORIAS DO COMÉRCIO INTERNACIONAL
Têm seus posicionamentos marcados por uma aderência maior ou menor aos princípios do livre cambismo ou do protecionismo como instrumento auxiliar de desenvolvimento econômico.
Teorias “puras” do comércio internacional: modelos ligados à abordagem liberal-tradicional, fundamentalmente focadano principio das “Vantagens Comparativas”. Postula a “especialização extrema da economia”.
- no comércio internacional, há a presença de imobilidade (ou baixa mobilidade) dos fatores de produção;
Krugman e Obstfeld (2001, p. 33) nos apresentam algumas críticas à especialização extrema da economia, característica das economias analisadas no modelo clássico: alguns motivos pelos quais numaeconomia real não se observa uma extrema especialização:
1) quando se considera a existência de mais de um fator de produção a tendência à especialização fica reduzida;
2) o protecionismo industrial; e
3) o custo do transporte internacional é positivo e pode ser tão alto que leve uma economia à auto-suficiência em certos setores.
Teoria crítica do comércio estratégico:
- Protecionismo“educador” - Friedrich List;
- Teoria a partir da ótica dos países em desenvolvimento: de Raúl Prebisch (Argentina), líder do movimento intelectual latino-americano.
Novos modelos teóricos de análise do comércio internacional:
- Modelos de Helpman-Krugman, embasados nas idéias de economias externas e de escala;
- Criação da vantagem competitiva da nação: Micheal E. Porter.

MODELOHECKSCHER-OHLIN-SAMUELSON
Eli Heckscher (1919) - incorpora novas variáveis ao estudo dos determinantes do comércio entre as nações – “avaliar os impactos sobre a distribuição de renda num país quando o mesmo se abre ao comércio com o exterior” e “diferenciações na dotação dos fatores produtivos de um país, como os fatores básicos de produção (trabalho, terra e capital)”.
- o termo ‘fator de produção’ não serefere simplesmente às amplas categorias de terra, capital e trabalho, mas às diferentes qualidades de cada uma destas. O número dos fatores de produção, portanto, é praticamente ilimitado.
Nas décadas de 1920 e 1930, Bertil Ohlin deu prosseguimento no desenvolvimento do modelo de Heckscher, dando ao mesmo a configuração que encontramos hoje como o modelo neoclássico.
- consiste em explicar atroca internacional com base na abundância ou na escassez relativa dos vários fatores de produção de que são dotados os países. O teorema de Heckscher-Ohlin assevera, pois, que: “um país terá vantagens comparativas no produto cuja fabricação utilize de forma intensiva o fator de produção abundante no mesmo. Dessa forma, cada país produzirá e exportará os bens intensivos no fator de produção...
tracking img