Coleta seletiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2751 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

1. INTRODUÇÃO.................................................................................................................... 3
2. VALORES MOTIVACIONAIS..........................................................................................4
3. ANTROPOCENTRISMO XECOCENTRISMO............................................................ 5
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................................. 6
5. REFERÊNCIAS .................................................................................................................. 7

1. INTRODUÇÃO

A LUTA CONTRA A POBREZA E A EXCLUSÃO SOCIAL

A erradicação da pobreza e da exclusão social éindiscutivelmente um dos principais desafios do desenvolvimento e dos direitos humanos do nosso século, havendo uma consciencialização crescente que é imperioso conciliar o desenvolvimento económico com a coesão e justiça social.
Embora os resultados alcançados, até ao momento, tenham ficado muito aquém das expectativas, a verdade é que não podemos esquecer que o caminho a percorrer é longo e implicaconcentração de meios e vontades. Mas, o fato de estes mesmos temas e preocupações voltarem novamente para o centro das agendas políticas nacionais e internacionais significa que a prioridade se mantém e que envolve toda a sociedade.
Importa garantir que se estabeleçam objetivos ambiciosos no domínio da luta contra a pobreza e a exclusão social e que se aposte numa coordenação das políticas, tendocomo horizonte temporal o ano de 2010.
A luta contra a pobreza e a exclusão social deve ser assumida a nível nacional, regional e local, bem como pela sociedade civil. E é imprescindível a mobilização de todos os atores envolvidas nesta causa, e sobretudo, nas pessoas que experienciam situações de pobreza e exclusão social e das organizações que diretamente as representam. Há por isso que criarcondições/mecanismos que permitam a participação daqueles que mais têm a dizer sobre a sua própria situação.
Estes princípios de ação constituem um importante desafio que todos nós devemos agarrar, participando desta forma na construção de uma sociedade mais justa e equitativa, mais próxima dos cidadãos e dos seus problemas. Importa, em nosso entender, criar os alicerces para a construção deum modelo social assente no respeito pelo outro, na valorização das suas capacidades e competências e na procura de um equilíbrio entre o desenvolvimento e o crescimento económico e a coesão social.
As pessoas menos favorecidas e sem escolaridade muitas vezes são excluídas da sociedade e dificilmente conseguem uma oportunidade de emprego. Estas pessoas que não têm vez e nem voz na sociedade, têmmuita garra e força de vontade para exercer qualquer tipo de trabalho digno que lhe dê sustento e dignidade.

O projeto de Campina Grande deu a estas pessoas a oportunidade de ter um trabalho; diminuindo assim a pobreza, exclusão social, a marginalidade e até mesmo o morador de rua.

O EMPREGO E A INSERÇÃO SOCIO- PROFISSIONAL

A demanda por mão-de-obra mais escolarizada e maisqualificada é uma das exigências da economia mundial que, desde fins da década de 1980, é regida pelo neoliberalismo. Outros fatores considerados pelos estudiosos, como a redução do papel do Estado nas áreas sociais (a educação é um exemplo), a reestruturação do trabalho, o desemprego estrutural e o aumento do emprego informal vieram afetar dramaticamente a juventude dos setores mais empobrecidosda sociedade. Certamente, os reflexos produzidos a partir da articulação desses fatores mostram-se mais perversos nos países de economia periférica tal como é o caso do Brasil.

Quanto à discussão sobre a inserção sócio-profissional, é necessário, primeiro,
observar que a noção de inserção tem caráter multirreferencial. Portanto, pode estar associada ao campo profissional, aos processos de...
tracking img