Coleta de material biologico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3457 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fundação unirg
Centro universitário unirg
Curso de farmácia

estágio supervisionado

Gurupi-TO
novembro-2012





Coleta de materiais biológicos



Trabalho acadêmico para complementação de nota parcial para P1, com vistas à aprovação na disciplina de Estagio Supervisionado, ministrada pelo docente Narcélio S. Amaral Medrado aos acadêmicos do 8o período do curso defarmácia, do Centro Universitário Unirg.

Gurupi-TO
novembro-2012

INTRODUÇAO
Considera-se material biológico (amostra), líquidos, secreções, excreções, fragmentos de tecido obtidos do corpo humano e que possam ser analisados.
A coleta de amostra biológica bem feita é uma etapa muito importante no processo de realização do exame pelo laboratório. Tem como finalidade obter um resultadopreciso e de qualidade, fundamental para uma orientação epidemiológica e/ou clínica correta.
A fase anterior à coleta deve ser objeto de atenção por parte de todas as pessoas envolvidas no atendimento com a finalidade de se prevenir a ocorrência de enganos.
A coleta de amostras de material humano deve ser realizada rigorosamente dentro das normas de biossegurança vigentes no país, ocasião em que sedeve observar o que segue:
a) ao iniciar o procedimento de coleta, o profissional de saúde deve organizar todo o material de acordo com as amostras a serem coletadas, conferir todos os dados da requisição e solicitar ao paciente que diga seu nome completo para confirmação dos dados da requisição;
b) na etiqueta de identificação da amostra deve constar o nome completo do paciente, tipo de examee data de coleta;
c) em tubos de sangue deve-se, preferencialmente, utilizar a etiqueta própria do tubo com caneta que não borre ou apague;
d) na requisição do exame deve constar o nome completo e telefone do profissional que efetuou a coleta ou que recebeu a amostra de forma a garantir a rastreabilidade
A sensibilidade e especificidade do método dependem da quantidade e qualidade de materialenviado para a análise. Por isso, sua coleta e transporte são essenciais para o diagnóstico adequado.
O Sistema de Transporte e o processo de identificação da amostra dos pacientes são fatores fundamentais para a liberação de exames confiáveis.
Sem que essas duas etapas pré-analíticas sejam devidamente contempladas, corre-se o risco de inviabilizar todo processo analítico. Isso poderá resultarna liberação de resultados incorretos, aumento de custo, prejuízo à intervenção médica e riscos à vida do paciente.
O transporte deve ser feito, sempre que possível, por meio de veículos adaptados e aptos, preferencialmente com compartimento antichoque, caixa climatizada com controle de temperatura, caixas de transporte com dispositivo de segurança e acondicionamento correto em frascosadequados.
Deve ser disponibilizado no interior do veículo um registro escrito com informações necessárias para intervenção segura em caso de acidente, controle do tempo despendido no transporte e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) por todos os envolvidos nessa tarefa. O envio dos resultados dos exames depende também de um sistema de transporte eficiente de modo a garantir o rápidorecebimento destes.

Coleta SANGUE
A coleta de amostras de sangue para testes sorológicos deve ser realizada preferencialmente com o paciente em jejum. Nos testes sorológicos para diagnósticos das DST e aids, o fato de o paciente não estar em jejum não impede a coleta, a menos que ele tenha ingerido alimentos gordurosos, nas últimas três horas.

CONDIÇÕES PARA A COLETA
* Sala bem iluminada eventilada
* Pia
* Cadeira reta com braçadeira regulável ou maca
* Garrote
* Algodão hidrófilo
* Álcool iodado a 1% ou álcool etílico a 70%
* Agulha descartável
* Seringa descartável
* Sistema a vácuo: suporte, tubo e agulha descartável
* Tubos de ensaio com tampa
* Pinça
* Pipetas Pasteur
* Etiquetas para identificação de amostras
* Caneta
*...
tracking img