Coleta de lixo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1183 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Como é feita a coleta de lixo na Rússia

Os ecologistas russos obtiveram uma vitória na luta contra o aquecimento global. O lixão de Igoumnovo, o mais poluído da Europa, será fechado em um ano e meio. Situado a 400 km no leste de Moscou, no subúrbio de Nijni Novgorod, perto da cidade de Dzerjinsk, só no ano passado ele recebeu 560 mil toneladas de dejetos, que se acumulam em montanhas de até 20metros. Cerca de 500 caminhões depositam no local cerca de 4 milhões de metros cúbicos de lixo por ano, oriundos da cidade de Nijni Novgorod, de 1300 habitantes.
Há cinco anos, o lixão também é alvo de um incêndio permanente, liberando na atmosfera dióxido de carbono, além de outros gases tóxicos. Há alguns anos, a fumaça provocada pelo fogo invadiu a estrada ligando Moscou a Nijni Novgorod,causando um engavetamento de 40 carros. As ONGs ambientais locais acusam a empresa responsável pelo lixão de provocar os incêndios voluntariamente, para liberar espaço.
O lixão russo desperta a atenção de jornalistas russos e estrangeiros há alguns anos, mas o local é de difícil acesso. Os seguranças estão em toda a parte, como numa base militar. Recentemente, segundo ambientalistas russos, apolícia prendeu um grupo de jornalistas franceses que tentava filmar o local. Na delegacia, eles foram informados que só poderiam gravar as ruas do centro de Dzerjinsk. Nos anos 80, a cidade foi a considerada a mais poluída do mundo pelo Livro dos Recordes. No seu ranking de 2007, a ONG Blacksmith Institute, colocou a cidade em sétimo lugar, na frente de Tchernobyl, em nono.
No passado, Dzerjinsk foiconsiderada como a capital da indústria química da ex União Soviética, e os dejetos eram liberados no meio-ambiente sem tratamento durante décadas. Isso acabou contaminando o lençol freático, colocando em risco o rio Oka, que abastece as redes de distribuição de Nijni Novgorod. O problema é que o lixão não é o único problema na Rússia. A coleta seletiva é praticamente inexistente no país, e o lixo,na melhor das hipóteses, é incinerado, tornando-se uma fonte de emissões de gases poluentes. Apesar desse cenário catastrófico, as autoridades russas afirmam que o país reduziu suas emissões em 40%, consequência de uma baixa da produção industrial depois do fim da ex União Soviética.

Sustentabilidade chega aos escritórios russos

O verde está tomando conta dos escritórios da Rússia. Em junho,as primeiras duas organizações russas – o Instituto de Mídia, Arquitetura e Design Strelka e o escritório da Ingostrakh em Sôtchi – receberam o selo ecológico “Folha da Vida Ecoescritório”, criado pela União Ecológica de São Petersburgo. É uma certificação voluntária, fundamentada nas exigências básicas de padrão internacional. Além dessas duas organizações, existem outras que estão se esforçandopara causar o menor dano possível à natureza nos seus locais de trabalho.
O Strelka é uma organização filantrópica que existe há dois anos e sempre se esforçou por respeitar as exigências ecológicas. Em suas instalações, utiliza-se ao máximo a luz natural, lâmpadas econômicas e torneiras que economizam água. A documentação é eletrônica e o consumo do papel, mínimo. Apesar disso, a transição aospadrões verdes e a preparação da certificação levaram seis meses para serem finalizadas.
 
As dificuldades para realizar esse processo, conta Natália Dubovik, coordenadora dos programas públicos do Strelka, surgiram logo no início. “Começamos a praticar a coleta separada de lixo. Passado algum tempo, verificou-se que a empresa que transportava os detritos juntava tudo novamente no recolhimento.Tivemos que procurar outra. Além disso, notamos que era difícil comprar na Rússia cestos de lixo propícios para a separação de material, com caixas triplas. Tivemos que encomendá-los na Itália”, diz.
 
“Somos uma organização muito pequena. Sozinhos, dificilmente conseguiremos mudar algo”, diz o presidente Iliá Oskolkov-Tsentsíper. “Mas a nossa iniciativa pode entusiasmar outras pessoas.”
 ...
tracking img