Colapso - jared diamond

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1190 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DIAMOND, Jared. Colapso – como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso. Capítulo 11: Uma ilha, dois povos, duas histórias: a República Dominicana e o Haiti. Rio de Janeiro.


A história como fator determinante para os problemas contemporâneos





Na obra de Jared Diamond, Colapso – como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso - o autor usa como baseargumentativa fatos históricos que tiveram como consequência a atual ordem social e ambiental dos tempos modernos. No capítulo estudado, são abordados os fatores históricos e naturais que contribuíram firmemente para as condições atuais do Haiti e da República Dominicana. O estudo se inicia com o marco divisório entre os dois países que dividem a mesma ilha, a Hispaniola. Através de estudos e descobertasde disciplinas como botânica, zoologia e conhecimentos de religiões, Diamond investiga o lado dos derrotados, como tentativa de entender como sociedades que tinham tudo para dar certo e se tornar países mais prósperos, fracassam ou desaparecem.
A República Dominicana situa-se na parte oriental da ilha, com uma paisagem mais verde. O Haiti encontra-se na parte ocidental, com uma vistamais pálida e marrom. Diamond vai além.


Em muitos lugares na fronteira é possível olhar para leste e se deparar com florestas de pinheiros e, então voltar-se para oeste e nada ver além de campos quase desprovidos de árvores. (DIAMOND, Jared. Colapso)


As diferenças ecológicas refletem também as diferenças de suas economias. Produto de fatores históricos, ascarências envolvendo os dois países (com maior grau de seriedade na parte correspondente ao Haiti) têm sua origem na colonização, disputada pela Espanha e pela França, e posteriormente abandonada e destruído o seu sistema de escravidão, contudo, quando o Haiti conseguiu a independência ainda era a parte mais rica e mais populosa da ilha, que lançou sucessivas invasões para conquistar o lado oriental,porção menos populosa. Os incentivos estrangeiros chegaram somente para a República Dominicana.
Fatores condicionantes que refletem suas diferenças consistem na economia e na política, ambos possuem problemas com governos corruptos, saúde pública precária e produtividade baixa, em principal, na agricultura.
Os dominicanos possuíam um vasto território, mas uma população menor, comeconomia baseada na pecuária e recebiam bem os imigrantes, inclusive falavam o espanhol enquanto o Haiti, falava creole (dialeto proveniente do francês). Apesar de tudo isso a República Dominicana também não estava livre da instabilidade.
A instabilidade política cessou nas duas partes por obra dos dois piores ditadores da história da América Latina, Rafael Trujillo na República Dominicana,que desenvolveu a economia, a infra-estrutura e as indústrias, fato positivo se não fosse o caráter essencialmente ditatorial, tratando o país como um negócio particular.
No Haiti, em 1957 surge a figura do desastroso ditador François
“Papa Doc” Duvalier. Este diferiu de Trujillo na falta de interesse em modernizar o país. Com a morte natural do ditador, o Haiti, de economia pequenacomeçou a encolher ainda mais.
O Haiti é um dos países mais pobres do mundo, seu Índice de Desenvolvimento Humano é o mais baixo fora da África.
Um país como o Haiti, se comparado com a República Dominicana, inicialmente possuía uma situação “estável” em vista do seu novo quadro. Com o decorrer do tempo o caos atingiu todas as áreas configurando uma localidade pobre em meio acatástrofes naturais e políticas.
Com receio do passado marcado por experiências ruins e escravidão, o Haiti criou aversão aos estrangeiros não incentivando a fixação destes no país, através da proibição de propriedade de terras e investimentos.
Com a morte de Trujillo, cessa a instabilidade dominicana com a eleição de 1966, na qual Joaquim Balaguer foi vitorioso. Este...
tracking img