Coca cola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (481 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Propaganda Emocional é uma das preferidas do consumidor. Não é por acaso que ela é muito utilizada, afinal nem sempre a publicidade excessivamente racional proporciona a experiência necessária paraque uma marca seja realmente construída e tenha os seus valores fortalecidos.
Isso acontece, porque além de sermos racionais, nós também somos sensoriais, afetivos e possuímos muita, mas muitaimaginação. Por isso, quando a propaganda consegue focar nesses fatores mais subjetivos, a chance de sucesso torna-se maior.
Para citar um clássico de subjetividade na Publicidade, basta pensarmos nos ursospolares da Coca-Cola que aparece nos comerciais todo final do ano. As cenas geralmente beiram o irracional, mas a construção do comercial é feita de maneira que os valores e sentimentoscaracterísticos do Natal sejam facilmente identificáveis por nós e logo atrelados com a marca do refrigerante.
Abaixo você pode conferir duas ações realizadas pela Volkswagen que se preocupam em apenas transmitirum conceito, “impulsionados pela diversão”, sem uma preocupação em mostrar as qualidades do carro, por exemplo. É subjetividade pura.

Antigamente os homens se divertiam vendo homens sendo jogadoscontra leões, vítimas de guerra perdiam condição de vida e viravam escravos. Hoje em dia o homem se considera, supostamente, civilizado. Mas será que não somos os mesmos humanos com os mesmosinstintos? Hoje as formas primitivas de vida não existem mais, vivemos em uma sociedade mais evoluída do que nunca, em que tudo deve ser "politicamente correto", o processo civilizatório e a tecnologia deramao homem a capacidade de explicar ou justificar atos considerados negativos. Não temos como explicar a questão de bondade ou maldade natural do homem, pode tentar explicar como hoje em dia o homemrealiza as mesmas necessidades do passado, dos tempos das arenas. Como o homem de hoje em dia ainda consegue agredir ou matar sem sentir culpa, se deprava sem perder a dignidade na condição de um...
tracking img