Cmmi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5370 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 5: CMMI, o Capability Capítulo Maturity Model Integration
Capítulo 1: Introdução Capítulo 2: Conceitos Básicos Capítulo 3: Qualidade de Produto (ISO9126) Capítulo 4: ISO9001 e ISO90003 Capítulo 5: CMMI Capítulo 6: PSP Capítulo 7: SPICE Capítulo 8: Evoluções Recentes Capítulo 9: Conclusão
CMMI — parte A 5 A- 1

• • • • • • • • •

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. CôrtesConteúdo Conteúdo

• Histórico • Os componentes do modelo CMM e os cinco níveis de maturidade • Melhoria de processos segundo o CMM • O nível 2 • Os níveis 3, 4 e 5 • Comparação CMM x ISO 9001 • Conclusões

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 2

Evolução Evolução

• Qualidade do produto: ISO 9126 • Sistemas da Qualidade ⇒ preocupação com ocliente e com outros processos indiretamente ligados ao produto: ISO 9001 • Modelo específico para o setor de software: maturidade de processos de software - CMM

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 3

Histórico Histórico
– % dos sistemas encomendados pelo DoD: defeituosos, não entregues, não usados

• Crise de Software:

• 1984: criação do SEI(Software Engeneering Institute):
– melhorar as práticas de Engenharia de Software – administração da Carnegie Mellon University

• 1984: “Managing the Software Process” [Humphrey] • 1991: Versão 1.1 do CMM (SW-CMM)
INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes CMMI — parte A 5 A- 4

Proposta do SW-CMM SW-CMM

• ser baseado em experiência prática de empresas de software • refletir omelhor do estado da prática • atender as necessidades daqueles que realizam melhoria do processo de software e avaliação do processo de software • ser documentado e estar disponível publicamente

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 5

Histórico – CMMI Histórico
– – – – SW-CMM SE: System Engineering IPPD: Integrated Product and Process DevelopmentSS: Supply Sourcing Acquisition

• Variantes de CMM, surgidas após 1991:

• Objetivos do CMMI:
– integrar os diversos modelos – apresentar uma nova versão (para o SW-CMM) – conceitos da ISO/IEC 15504 (já presentes em SE)

• Transição de SW-CMM para CMMI:
– SEI descontinua suporte ao SW-CMM em dez/05 – avaliações não serão mais registradas, avaliadores não serão mais formados
INF326 -Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes CMMI — parte A 5 A- 6

Conceitos de maturidade

• Significado dos níveis de maturidade • Vale para todos as variantes do CMM e para o CMMI

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 7

Uma empresa imatura
– o trabalho é feito em regime de emergência (apagar incêndio) – compromissos de prazo e custo não sãocumpridos – o planejamento não é feito com base em estimativas realistas – como os processos não são bem definidos todas as iniciativas de melhoria não se sustentam e não se perpetuam – quando o projeto é pressionado por prazo, a qualidade e a funcionalidade são sacrificadas – o sucesso de um projeto depende de especialistas (“gurus”) para resolver grandes problemas – frequentemente novas tecnologiassão adotadas como solução milagrosa

• Processos são improvisados ou não são seguidos

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 8

Metáfora Metáfora
– sem coordenação – uns correm desordenadamente, outros observam

• Time de várzea:

• Mas, mesmo empresas imaturas podem produzir bons produtos
– podem ter “jogadores excepcionais” – porém comresultados imprevisíveis e custos fora do controle

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 9

Componentes de um processo
procedimentos e métodos
C A B D

Processo
pessoas, treinamento, motivação ferramentas e equipamentos

INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes

CMMI — parte A

5 A- 10

Processo, para o CMM
– uma definição (ou...
tracking img