Claudio manuel da costa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (406 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cláudio Manuel da Costa nasceu em Mariana (Minas Gerais) no dia 5 de junho de 1729 e morreu em Ouro Preto, no mesmo Estado, no dia 4 de junho de 1789.
Fez os estudos preparatórios no Rio deJaneiro, viajando mais tarde para Coimbra, onde frequentou a Universidade e se dedicou, simultaneamente, à poesia, tendo publicado vários folhetos de versos.
Depois de doutorado em Direito, voltou aoBrasil, para exercer em Vila Rica (Ouro Preto) as funções de advogado.
Nessa cidade existia então uma Arcádia de poetas, onde Cláudio conviveu com Manuel Inácio da Silva Alvarenga e Tomás AntônioGonzaga, seus companheiros de Coimbra, e com vários outros literatos.
Das reuniões dessa Arcádia nasceu a idéia de uma conjura política, contra o governador do Estado, denominada ConspiraçãoMineira, da qual Claudio Manuel Da Costa era membro.
Essa conspiração pregava a independência de Minas Gerais do domínio português, acusado pela Devassa, foi preso e interrogado uma só vez pelos juízesde Alçada, no dia 2 de julho de 1789. Morreu na prisão, na Casa de Contos, em Vila Rica, hoje, Ouro Preto.
  Se foi assassinado ou se realmente cometeu o suicídio aos 60 anos enforcando-se nacadeia, ainda é um assunto debatido por historiadores até os dias de hoje.
Excelente poeta, Cláudio Manoel da Costa, mantém a tradição de Luiz Vaz de Camões na poesia, mas serve de conexão entre a poesiaBarroca brasileira e o Arcadis.
O poeta foi membro da Arcádia acima referida, com o nome de Glauceste Saturnio, dedicando-lhe uma “Saudação" no ano de 1768. Inspirado pelo poema Uruguai, de Basílioda Gama, escreveu a epopéia Vila Rica em 1773. Atribui-se a Claudio Manuel Da Costa, também, a autoria da "Epístola" que precede as famosas Cartas Chilenas, de Tomás Antônio Gonzaga. CláudioManuel da Costa é o patrono da Cadeira N.º 8 da Academia Brasileira de Letras.




Um Soneto:

Onde estou? Este sítio desconheço:
Quem fez tão diferente aquele prado?
Tudo outra natureza tem...
tracking img