Classes gramaticais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3835 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ASSMANN, Hugo. Metáforas novas para reencantar a educação - epistemologia e didática. Piracicaba: Unimep, 2001.

Síntese elaborada por Josélia Paixão Silva


1ª Parte - Brevilóquios sobre uma nova mentalidade pedagógica

Treze colocações sobre a qualidade cognitiva e social da educação

Os aspectos de melhoria na educação necessitam ser vistos de modo interligado. Não estásomente em jogo o direito das crianças e dos jovens à educação, mas também a autoestima e a alegria de viver dos docentes. A tese de fundo é que a questão da qualidade na educação passa certamente pelo viés pedagógico. Este pivô ou cerne pedagógico deve ser localizado na experiência do prazer, das aprendizagens que são vividas como algo que faz sentido e é humanamente gostoso.

Faz-senecessário um esforço para reencantar deveras a educação, pois está em jogo a autovalorização pessoal do professorado, a autoestima de cada ser envolvido, além do fato de que a privação da educação representa, sem dúvida, na sociedade do conhecimento na qual pertencemos, uma verdadeira causa mortis (educação como um processo de encantamento e prazer). Vejamos as colocações abaixo:

PRIMEIRA: Amelhoria pedagógica e o compromisso social devem andar juntos. Tem-se a impressão de que o professorado, especialmente do primeiro e segundo graus, não acredita que seja de fato possível eliminar, mudar nossos escandalosos índices de repetência e, consequentemente, de evasão que está ligada a ela. Temos no Brasil uma gama de crianças e adolescentes fora da escola e um número maior em estado derepetência, sendo que muitas delas não é pela primeira vez. Muitos desses casos são vistos pelos professores como condenados a sucessivas repetências.

SEGUNDA: É preciso desmistificar que existe uma relação automática entre bom ensino e boa aprendizagem. Cumprir o conteúdo não garante bons resultados pedagógicos. Equivocadamente, o sistema escolar cobra resultados por meio de avaliações sobre conteúdossupostamente dados. Urge criar uma nova visão dos processos pedagógicos.

TERCEIRA: O que a educação necessita gerar merece o nome de "experiências de aprendizagem" e não somente "aquisição de conhecimentos prontos".

QUARTA: São três analfabetismos: o da lectro-escritura (saber ler e escrever), o sociocultural e o tecnológico.

QUINTA: A educação deve preparar o alunado para a flexibilidademáxima.

SEXTA: O conhecimento se tornou assunto obrigatório. Na série de nova linguagem encontramos: sociedade do conhecimento e sociedade aprendente. A exclusão e a inclusão na sociedade passaram a depender como nunca da persistência em aprender a aprender. Já há cerca de cinco anos dá-se o nome de processos cognitivos ao conjunto de operações mistas que acontecem na parceria entre sereshumanos e máquinas. Tudo aquilo que vive cumpre processos cognitivos.

SÉTIMA: Os processos de conhecimento só serão verdadeiros se houver relação com as expectativas e vida dos aprendentes. Quando não se propiciam processos vitais também não se favorecem processo de conhecimento. Aos poucos, percebemos o papel fundamental da prazerosidade nos processos cognitivos.

OITAVA: A educação demanda emfortes quinhões de instrução o entendimento, o manejo de regras e o reconhecimento de saberes acumulados pela humanidade.

NONA: Neste mundo de tantas mudanças, o enfoque educacional não dá conta da abundância de conhecimentos/informações disponíveis e emergentes. Nossa memória é contadora e inventora de histórias. Além de reter, ela reconstrói, principalmente quando permitimos que ela sejafabuladora, inventiva e criativa.

DÉCIMA: Se torna necessário substituir a pedagogia das certezas e dos saberes pré-fixados por uma pedagogia da pergunta e do acesso às informações, que saiba trabalhar com conceitos transversáteis, abertos para surpresa e imprevistos. O conhecimento só surge em sua magnitude vitalizadora quando tem algum tipo de ligação com o prazer. O ideal é tecer redes com...
tracking img