Citologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO À CITOLOGIA
1 – CITOLOGIA: SURGIMENTO E DESENVOLVIMENTO
CITOLOGIA (do grego kytos, 'célula' e logos, 'tratado', 'estudo') é à parte da Biologia que se ocupa do estudo da célula, no que diz respeito á sua estrutura, suas funções e sua importância na complexidade dos seres organizados.
As células são, em geral, estruturas pequenas, não visíveis a olho nu. Sendo assim odesenvolvimento da citologia, teve início a partir do surgimento dos microscópios – aparelhos que permitem formar imagens maiores do que o tamanho real dos objetos em observação.
A primeira observação de uma célula foi feita em 1655 por Robert Hooke (1655 – 1703), quando examinava uma delgada fatia de cortiça, que ele comparou a um favo de mel, com muitos compartimentos que ele batizou de “células”.Após os trabalhos de Hooke os estudos microscópios prosseguiram e em 1838 Mathias Schleiden comprovou a existência de células em plantas. Um ano depois, o cientista Theodor Schwann demonstrou que também os animais são formados por células. Juntos esses dois cientistas propuseram o que ficou conhecido como Teoria Celular, que afirma: todo ser vivo é formado por células “.
Em 1858 a TeoriaCelular teve seu significado ampliado quando o patologista Rudolf Virchow generalizou que às células só podem surgir a partir de células pré-existentes.
Os microscópios mais simples usados para o estudo das células são os microscópios de luz ou microscópios ópticos que utilizam a luz para iluminar os objetos a serem analisados.
1 = ocular
  2 = objetivas e revólver
  3 = platina
  4 =charriot
  5 = macrométrico
  6 = micrométrico
  7 = diafragma no condensador
  8 = condensador
  9 = botão do condensador
10 = dois parafusos centralizadores do condensador
11 = fonte de luz
12 = controle de iluminação
13 = diafragma de campo (alavanca no lado esquerdo do microscópio)
14 = dois parafusos de ajuste da lâmpada (esquerdo e direito)
15 = focalizadora da lâmpada (alavancano lado direito do microscópio - não visível na fotografia)
No entanto, os estudo mais detalhado da célula exige o uso de outro tipo de microscópio, que permite aumentos superiores 100.000 vezes: microscópio eletrônico.


Como as células em geral são microscópicas, usamos unidades apropriadas para medi-las:
• Milímetro (mm) = metro dividido por mil. Assim, 1 mm corresponde a 10-3ou 0,001 m;
• Micrometro ((m) = metro dividido por milhão. Assim, 1 (m corresponde a 10-6 m ou 0,000001 m;
• Nanômetro (nm) = metro dividido por bilhão.assim, 1 nm corresponde a 10-9 ou 0,000000001 n.
2 - O TEMPO DE VIDA DE UMA CÉLULA: A longevidade de uma célula é muito variável conforme a espécie. No organismo humano, há células que duram muitos anos. Algumas têm a sua duração contada emdias. Outras acompanham o indivíduo por toda a vida, do nascimento à morte. Sob esse ponto de vistas, as células são classificadas em lábeis, estáveis e permanentes.
• Células lábeis: são células de curta duração. De modo geral, não se agrupam de forma fixa na organização dos tecidos, não se reproduzem e resultam de diferenciação rápida de células indiferenciadas de origem embrionária. Sãoos gametas (duram dois ou três dias) e as hemácias ou glóbulos vermelhos do sangue (no máximo 120 dias).
• Células estáveis: constituem a grande maioria dentre as numerosas variedades celulares do nosso organismo. São células que se diferenciam durante o desenvolvimento embrionário e depois mantêm um ritmo constante de multiplicação. Assim ocorre com as fibras musculares lisas e os diversostipos de células epiteliais e conjuntivas. Podem durar meses ou anos. As células dos vegetais também se classificam nesse grupo.
• Células permanentes: resultam de uma diferenciação celular muito precoce no embrião. Duram toda a vida. Atingem alto grau de especialização. Por isso, depois de concluída a formação embrionária, perdem a capacidade de reprodução. É o que se verifica com as fibras...
tracking img