Ciencias sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1295 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
conceito basicos de direito
A palavra "direito" vem do latim directum, que supõe a idéia de regra, direção.
Juridicamente se considera direito como norma de conduta social, garantida pelo poder político,
controladora da conduta das pessoas e organizadora da sociedade em suas partes fundamentais,
de modo a serem atingidas determinadas finalidades, cuja violação é punida.
O direito não existesem sociedade.
Como norma de conduta, o direito atribui faculdade ou poderes a uma parte e impor,
a outra, obrigações. Assim, o direito é a norma que enlaça o direito de uma parte com o dever de outra.
O direito é parte integrante da vida diária.
As regras de conduta ou normas obrigatórias são necessárias para extinguir conflitos
e criar uma certa ordem entre as diversas pessoas de umamesma sociedade.
As normas de direito são obrigatórias; elas determinam o que cada um pode ou deve fazer e o que não pode ou não deve fazer.,
resumo
Max Weber e Émile Durkheim são dois dos mais im-portantes autores clássicos das ciências sociais.
A influência de suas teorias e abordagens metodológicas ainda é percebida em muitosautores atualmente.
Nossa proposta é apresentar preliminarmente as contribuições dos autores para as pesquisas qualitativas e quantita-tivas,
para tal discorremos sobre a pesquisa qualitativa de Weber na obra ‘Ética protestante e espírito do capitalismo’
e a pesquisa quan-titativa de Durkheim em ‘O suicídio: estudo sociológico
Palavras-chave:
Max Weber, Émile Durkheim, ética protes-
tante,suicídio, pesquisa qualitativa e pesquisa quantitativa
Alessandro André Leme A SOCIOLOGIA DE MAX WEBER E ÉMILE DURKHEIM:QUESTÕES PRELIMINARES O
trabalho que aqui se apresenta tem como intuito a promoção de um
debate e ao mesmo tempo a apresentação de dois pensadores/cientis-
tas de suma importância para a criação, a
consolidação e o desenvolvimento
das ciências sociais. Trata-se do sociólogoe filósofo francês Émile Durkheim
(1858-1917) e do sociólogo, filósofo e economista alemão Max Weber (1864-
1920).
O primeiro, marcadamente, um expoente teórico-metodológico nas
ciências sociais e de forte influência na pesquisa quantitativa. O segundo,
também um expoente teórico-metodológico nas ciências sociais, porém com
forte influência na pesquisa qualitativa.
Centrado nesses doisautores, este trabalho será composto por quatro partes, a saber: a primeira apresentando uma visão geral dos autores;
a segunda focando estritamente O suicídio e os fatores cósmicos do livro O suicidio
(estudo sociológico), de Durkheim, a fim de identificar no text
noção de estrutura, porém, um tanto diferenciado da de Marx. Para
Durkheim, o indivíduo é um ser social, mas não organizado emclasses sociais,
como Marx afirmara.
Pode-se identificar a noção de estrutura em Durkheim pela idéia de
consciência coletiva e representação coletiva, ambos conceitos-chave para o
entendimento da teoria que o autor elaborou como algo específico ao olhar
da sociologia nascente, apresentando as especificidades e as justificando como
forma de validar cientificamente este novo tipo de saber que estápropondo
para a explicação e compreensão da sociedade (a sociologia), em contra-
posição ao olhar da psicologia, da filosofia ou da economia, por exemplo.
Ao passo que a consciência coletiva vincula-se à moral, ou seja, à
educação e às inúmeras formas de socialização dos homens, as representa-
ções coletivas se vinculam à religião, ou seja, ao sagrado e profano, enfim,
às representações econcepções de mundo.
Tanto a representação coletiva como a consciência coletiva, como
fatores estruturais da sociedade, não são compostos pela soma das partes.
A sociedade é sempre maior que a soma das partes, ou seja, não é a soma das
representações individuais que redundam na representação coletiva, mas sim
as representações individuais que são expressões objetivadas das representa-
ções...
tracking img